Em jogo eletrizante, Atlético-PR bate Cruzeiro - WSCOM

menu

Mais Esporte

06/08/2005


Em jogo eletrizante, Atlético-PR bate

No confronto entre dois times em ascensão no Brasileiro, o Atlético-PR levou a melhor sobre o Cruzeiro. Em um jogo eletrizante e de muitos gols, a equipe rubro-negra confirmou a boa fase e freou os mineiros vencendo por 5 a 4, com um gol de Schumacher aos 45min do segundo tempo.

Atlético Paranaense e Cruzeiro disputam um dos jogos mais emocionante do BrasileirãoCom o resultado, os paranaenses, que oito rodadas atrás estavam na lanterna da competição, pularam para os 22 pontos e já começam a almejar um lugar na zona de classificação para a Copa Sul-Americana. Nos últimos oito jogos, o Atlético-PR venceu seis, empatou um e perdeu somente uma vez.

Esta tarde, a equipe não contou com a dupla de ataque titular, formada por Lima e Alosio, já que o primeiro estava suspenso e o segundo machucado. Entretanto, Finazzi, um dos substitutos, estava em jornada inspirada e demonstrou oportunismo, marcando três vezes e sendo o nome do jogo. Alan Bahia fez o primeiro.

No Cruzeiro, o técnico Paulo César Gusmão conheceu sua segunda derrota comandando o time. Desde que assumiu a equipe celeste, há oito jogos, o treinador já venceu cinco partidas, empatando uma e perdendo duas.

De lá para cá, o Cruzeiro largou a 12ª posição e, antes desta 18ª rodada, estava na quinta posição e sonhava triunfar para terminar o domingo entre os três primeiros. Mas com o resultado negativo desta tarde, o time segue com 30 pontos e pode perder algumas posições.

O destaque do time, que não contou com o centroavante Fred, suspenso, foi o meia Kelly, que articulou as melhores jogadas mineiras e ainda marcou dois gols. Adriano e Adriano Louzada completaram o marcador para os visitantes.

Agora, ambos os times voltam a campo na próxima quarta-feira. Às 19h30, o Atlético-PR encara o São Caetano, no Anacleto Campanella. Já o Cruzeiro recebe o Botafogo, no Mineirão, às 21h45.

O jogo

Mal o árbitro Cléber Wellington Abade iniciou o jogo a torcida rubro-negra já se agitou no estádio. Aos 10seg, o atacante Ferreira foi lançado na área e empurrado por Marcelo Batatais. Pênalti, que Alan Bahia cobrou a 1min e colocou os paranaenses em vantagem.

Foi desta forma avassaladora que o Atlético-PR começou a partida. Aliás, os donos da casa apenas deram o panorama de como seria o primeiro tempo, já que o Cruzeiro, mesmo sem estar com centroavante Fred, também mostrou suas credenciais.

Aos 14min, Adriano Louzada cruzou na medida para Adriano, que sozinho na pequena área usou a cabeça e deixou tudo igual. Mas o atacante, revelado pelo clube paranaense, não comemorou o seu gol.

Entretanto, oito minutos depois o time rubro-negro novamente levantou a torcida na Arena da Baixada. Jancarlos cobrou escanteio fechado e a zaga cruzeirense cortou para o alto. Finazzi subiu mais que a defesa mineira e cabeceou para baixo. Fábio ainda tentou a defesa, mas a bola passou por baixo do goleiro: 2 a 1.

O Cruzeiro não se abateu com o golpe e partiu em busca de nova igualdade. Aos 25min, Kelly entrou cara-a-cara com Diego e chutou. O goleiro espalmou, a bola bateu em Alan Bahia e em seguida tocou no travessão. Aos 42min, Wagner cabeceou no canto e Diego fez milagrosa defesa.

“O jogo está aberto. Não tem nada ganho. Vamos tentar voltar para esse segundo tempo e fazer mais gols”, disse na saída para o intervalo o lateral Marcão, do Atlético-PR.

O capitão atleticano estava certo. Logo aos 5min da segunda etapa, Evandro escorou de cabeça e Finazzi, de virada, ampliou para os donos da casa.

Tão logo sofreu o terceiro gol, o técnico PC Gusmão mexeu no Cruzeiro, tirando Wagner e colocando Diego. Na primeira participação do atacante, o jogador tocou para Kelly acertar um belo chute e diminuir: 3 a 2.

Assim como no primeiro tempo, o jogo seguiu em ritmo alucinante e Finazzi, aos 21min, aproveitou rebote de Fábio e marcou o quarto do Atlético-PR. Mas, aos 24min, Adriano Louzada, com oportunismo, fez o terceiro dos visitantes.

Foi a brecha para que Kelly, no minuto seguinte, tabelasse com Louzada e na cara de Diego chutasse alto, sem chance para o goleiro, marcando o oitavo gol do jogo.

Aos 43min, os donos da casa ainda ficaram com um a menos, já que Evandro deu um carrinho em Fábio Santos e foi expulso pelo árbitro Cléber Wellington Abade. Entretanto, aos 45min, Finazzi escorou de cabeça e Schumacher, sozinho na área, deu a vitória aos donos da casa.

ATLÉTICO-PR

Diego; Jancarlos, Danilo, Paulo André e Marcão; Cocito (André Rocha), Alan Bahia (Ticão), Fabrício e Evandro; Ferreira (Schumacher) e Finazzi

Técnico: Antônio Lopes

CRUZEIRO

Fábio; Maurinho, Moisés, Marcelo Batatais (Leandro) e Patrick; Maldonado, Fábio Santos, Kelly e Wagner (Diego); Adriano (Weldon) e Adriano Louzada

Técnico: Paulo César Gusmão

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Árbitro: Cléber Welington Abade (SP)

Auxiliares: Marinaldo Silvério e Nilson de Souza Monção (Ambos de SP)

Cartões amarelos: Ferreira (A), Jancarlos (A), Alan Bahia (A), Weldon (C), Moisés (C),

Cartão vermelho: Evandro (A)

Gols: Alan Bahia, a 1min, Adriano, aos 14min, Finazzi, aos 22min do primeiro tempo, Finazzi, aos 5min, Kelly, aos 8min, Finazzi, aos 21min, Adriano Louzada, aos 24min, e Schumacher, aos 45min do segundo tempo

Notícias relacionadas