Eleição suplementar de Cabedelo contará com esquema especial de segurança; 32 locais de votação estão prontos - WSCOM

menu

Policial

16/03/2019


Eleição suplementar de Cabedelo contará com esquema especial de segurança; 32 locais de votação estão prontos

Ao todo, são aproximadamente 150 policiais atuando na eleição do município

Imagem: WSCOM

A Polícia Militar deu início às ações de reforço da segurança para a eleição suplementar de Cabedelo, que acontece neste domingo (17). Na manhã desta sexta-feira (15), o policiamento já estava pronto nos 32 locais de votação para receber as urnas e fazer a vigilância até o dia do pleito. Ao todo, são aproximadamente 150 policiais atuando na eleição do município.

Reunião

Uma reunião com a Justiça Eleitoral e demais órgãos envolvidos na eleição, realizada na manhã desta sexta-feira (15), definiu os últimos detalhes da segurança, a exemplo do local para onde serão levadas as pessoas flagradas cometendo algum tipo de crime eleitoral, que será a sede da Polícia Federal, no município. Outro ponto é em relação às comemorações –  após o resultado das urnas –, que estão liberadas e a PM fará a segurança.

 

O comandante da 6ª Companhia Independente, major Kelton Pontes, disse que a corporação está pronta para contribuir com o bom andamento da eleição. “Teremos pelo menos dois policiais em cada um dos 32 locais de votação, com viaturas realizando rondas na parte externa e apoiando a Justiça Eleitoral na verificação de denúncias, para coibir crimes eleitorais. Todo o esquema de segurança foi planejado de forma integrada com os demais órgãos envolvidos e estamos prontos para contribuir com o bom andamento da eleição”, disse.

Propaganda eleitoral

A propaganda só será permitida até as 22h do sábado (16) e depois disso só pode acontecer se for de forma pessoal e silenciosa, caso contrário, é caracterizado crime eleitoral. Esses e outros assuntos foram discutidos também durante a reunião com o juiz eleitoral Salvador Oliveira, que definiu os últimos ajustes para que os 46.699 eleitores possam exercer o seu direito de voto de forma tranquila.

 

Portal WSCOM