Dr. Érico vai presidir a Comissão de Saúde da ALPB - WSCOM

menu

Política

20/02/2019


Dr. Érico vai presidir a Comissão de Saúde da ALPB

Foto: autor desconhecido.

Eleito para seu primeiro mandato na Assembleia Legislativa da Paraíba, o médico Érico Djan (PPS), o Dr. Érico, foi escolhido nesta terça-feira (20) para presidir a Comissão de Saúde, Saneamento, Assistência Social, Segurança Alimentar e Nutricional da casa.

“Recebo com muita honra e responsabilidade a presidência de uma comissão tão importante, mas me sinto completamente à vontade na condição de médico, clínico e cirurgião-geral que atende o povo do Sertão já há mais de 20 anos”, comentou o deputado estadual.

Mais cedo, na sessão ordinária que definiu os deputados que irão presidir as dez comissões permanentes da Casa de Epitácio Pessoa, Dr. Érico fez seu primeiro pronunciamento na tribuna da ALPB e sustentou as bandeiras que irão pautar seu mandato.

Em seu discurso, Dr. Érico falou que fará um mandato transparente e de constante interlocução com a população e afirmou que irá trabalhar para que a saúde seja “realmente plena, universal e acessível”.

A necessidade de cirurgias eletivas que atenda Patos e cidades circunvizinhas e a implementação de uma Central Estadual de Regulação de leitos estão na pauta do deputado, que agradeceu o empenho do Governo em instalar o Hospital do Bem naquela região e disse estar alinhado com o governador João Azevêdo na resolução das demandas da região. Dr. Érico também falou da necessidade de saneamento sanitário em Patos, já que apenas 7% do município possui uma rede de esgoto satisfatória.

Outra bandeira levantada pelo deputado é a educação, com foco em investimentos e ampliação do ensino fundamental no Sertão do Estado, aliado à geração de emprego e renda. “Temos que resgatar nossos gangorreiros, a produção do pólo do couro, do sapato, investimentos no Distrito Mecânico de Patos e incentivar o turismo”, elencou, para arrematar: “Para tudo isso acontecer, é necessário que chegue água no nosso Sertão, portanto recursos hídricos também são parte da nossa luta”.