Dólar sobe e bate R$ 4,09, com risco à agenda de reformas e disputa entre EUA e China - WSCOM

menu

Economia & Negócios

17/05/2019


Dólar sobe e bate R$ 4,09, com risco à agenda de reformas e disputa entre EUA e China

Na quinta-feira, moeda norte-americana subiu 0,97%, a R$ 4,0352, com investidores de olho na cena política.

Reprodução da internet

O dólar mantém a trajetória de nesta sexta-feira (17), chegando a bater R$ 4,09, conforme investidores veem mais riscos diante da piora das expectativas para a economia e preocupações sobre a perspectiva para a agenda de reformas. Além disso, pesa a aversão ao risco no exterior por renovadas tensões na disputa comercial entre Estados Unidos e China.

 

Às 10h57, a moeda norte-americana subia 1,33%, vendida a R$ 4,0888. Na máxima da sessão até o momento, chegou a R$ 4,0903, maior cotação intradia desde 26 de setembro do ano passado (R$ 4,0938). 

 

Nas casas de câmbio, o dólar turismo era negociado ao redor R$ 4,27 na compra em papel moeda, já considerando a cobrança de IOF (tributo). No cartão pré-pago, chega a R$ 4,48.

 

No dia anterior, a moeda norte-americana subiu 0,97%, vendida a R$ 4,0352 – maior patamar de fechamento desde 28 de setembro do ano passado (R$ 4,0378). No ano, o dólar já acumula alta de 4,16%. No mês, a alta é de 2,91%.

 

 

Com informações do G1
Portal WSCOM