Docentes da UFPB rejeitam proposta do MEC e mantêm greve por tempo indeterminado - WSCOM

menu

Paraíba

26/10/2005


Docentes da UFPB rejeitam proposta

Os professores da Universidade Federal da Paraíba se reuniram no final da tarde de ontem e decidiram rejeitar a proposta apresentada pelo MEC e manter a greve por tempo indeterminado. Uma nova Assembléia já está agendada para a próxima terça-feira, 1º de novembro.

Os docentes reclamam que o que deveria ser uma contraproposta do Governo Federal na verdade contou apenas com alguns acréscimos na titulação dos docentes e a impossibilidade de conceder qualquer aumento para este ano.

Depois de analisar a proposta oficial, o Comando Local de Greve da ADUFPB (Sindicato dos Docentes da UFPB) elaborou uma proposta própria e a aprovou por ampla maioria. Essa proposta será encaminhada ao Sindicato Nacional (Andes), que se reunirá com o governo federal nesta quarta-feira 26.

Os pontos da proposta são:

· Aumento de 18% no vencimento básico retroativo a maio de 2005;

· Incorporação das gratificações com equiparação da GEAD à GED e com paridade entre ativos e aposentados;

· Criação da classe de Professor Associado.

Notícias relacionadas