Divaldo Franco, considerado o maior líder Espírita, encerra Encontro na Paraíba com memorável palestra - WSCOM

menu

Paraíba

06/01/2019


Divaldo Franco, considerado o maior líder Espírita, encerra Encontro na Paraíba com memorável palestra

Divaldo é considerado o maior orador espírita do mundo com 92 anos de idade.

Na imagem, Divaldo Franco

Por Josinaldo Malaquias

O médium baiano Divaldo Pereira Franco encerrou o VIII Congresso Espírita Paraibano, no Centro de Convenções, em João Pessoa, neste domingo (5), com a conferência “Entrega-te a Deus”. Divaldo, considerado o maior orador espírita do mundo, com 92 anos de idade, ressaltou crer “em Deus à partir da harmonia do universo expressa nas categorias da Física Quântica, na perfeição da natureza e nas tecnologias da comunicação, verdadeiro apelo à bondade e à solidariedade universais”.

 

De acordo com o médium baiano, as conquistas da ciência não são atos consequentes do mero acaso, mas lampejos “escandidos de Deus para o lento processo de depuração e aperfeiçoamento da humanidade”. Ressaltou ainda que “ensinamentos escandidos por Jesus Cristo constituem o maior corolário de princípios para o aprimoramento do homem”.

 

“As tecnologias têm facilitado a vida em todos os aspectos. No entanto, o homem vem sendo carcomido pela depressão, doença gravíssima que vem levando um contingente de pessoas muito grande à morte e ao suicídio. Daí a necessidade imperiosa da reformulação íntima dos valores e princípios morais, que encontrará, no Espiritismo, um dos caminhos para esses males característicos da denominada civilização pós-moderna”, destacou Divaldo.

 

Durante três dias, destacados espíritas brasileiros, de reconhecimento internacional, debateram sobre diversas interfaces do tema do congresso “Entrega-te a Deus”. O psicanalista paraense Alberto Almeida falará sobre o tema “Amar a Deus de todo o Coração”. 

Na imagem, Divaldo Franco durante congresso

 

Almeida salientou que “a coisa mais difícil, para muitas pessoas, é aceitar os desígnios divinos e dizer, seja feita a Vontade de Deus. Muitos rompem com Deus quando não alcançam uma graça pedida. Brigam com a Divina Providência e acham que foram desprezados por Deus”.

 

“Com isso, esquecem que a relação com Deus depende de nós. O amor individual pode transfundir-se no cósmico Amor Divino. Para isso, não é necessário locais especiais, a exemplo de templos e santuários, pois Deus se encontra em todos os lugares”.

 

A conferência “Conhecer Deus pelo coração e pela mente”, foi proferida pelo Juiz de Direito Mineiro, Haroldo Dutra, que evidenciou que “a essência de Deus não pode ser compreendida pelos sentidos”, pois “a inteligência cognitiva não é suficiente para entender Sua obra nem Seus desígnios”.

 

O médium mineiro Simão Pedro, falou sobre o tema “ReCONHECER Deus no próximo e em mim”. Simão destacou que “Deus não é adjetivo; é substantivo. Não faz justiça: É a Justiça” e que temos que reconhecer Deus pelo coração e pela mente”.

 

Rossando Klinjey, doutor em Psicanálise, conferencista internacional e fenômeno nas redes sociais, com mais de dois milhões de acessos, falou “Sentir Deus no Deserto”. Para Klinjey o deserto pode ser compreendido como uma metáfora do isolamento que muitos necessitam para se encontrarem consigo mesmos.

 

Uma das inovações do VIII Congresso Espírita Paraibano foi a psicopictografia – manifestação mediúnica através de espíritos que se expressam por meios de pinturas ou desenhos –  pelo médium pintor baiano Florêncio Anton.  O evento reuniu um público recorde de mais de três mil que pessoas.