Diageo lança Jane Walker, versão feminina do Johnnie Walker - WSCOM

menu

Internacional

27/02/2018


Diageo lança Jane Walker, versão feminina do Johnnie Walker

Edição limitada nos EUA terá no rótulo uma mulher caminhando em vez do tradicional homem de cartola

Foto: autor desconhecido.

Johnnie Walker está lançando uma versão feminina do seu logotipo icônico, numa tentativa de atrair um maior número de mulheres para o escocês mais vendido do mundo e reconhecer um impulso mais amplo para a igualdade de gênero.

Uma edição americana limitada do uísque terá uma mulher caminhando no rótulo – em vez do tradicional homem com chapéu alto – e leva o nome de Jane Walker. O proprietário da marca, Diageo Plc, espera que o movimento expanda o apelo do produto ao celebrar as mulheres, disse Stephanie Jacoby, vice-presidente da Johnnie Walker.

“O escocês como categoria é considerado particularmente intimidante pelas mulheres”, disse Jacoby em uma entrevista. “É uma oportunidade para convidar as mulheres para saborearem a marca”.

Jane Walker aparecerá em 250 mil garrafas em todo o país em março. Para cada garrafa produzida, a Diageo está doando um dólar para organizações que apoiam mulheres, incluindo Monumental Women e She Should Run. Embora esse lote de garrafas seja limitado, não é o último de Jane.

“Nós realmente vemos Jane como a primeira duplicação feminina do nosso ícone de homem de caminhada”, disse ela. “Nós gostamos de pensar em nosso homem corredor e nossa mulher corredora caminhando juntos, indo em frente”.

Diageo não é o único a colocar um rosto feminino em um mascote tradicionalmente masculino. Em janeiro, a KFC, rede de frango frito administrada por Yum! Brands Inc., convidou a cantora country Reba McEntire para aparecer como o coronel Sanders em sua mais recente campanha de marketing.

O lançamento da Jane Walker é a mais recente parte da propaganda da marca “Keep Walking America”, que começou em 2016. A campanha é uma tentativa de atingir um público mais amplo, com anúncios destacando latinos e veteranos.

Os volumes de whisky escocês cresceram 2,1% entre 2002 e 2017 nos EUA, de acordo com o Conselho Americano de Bebidas Destiladas. O Johnnie Walker ultrapassou muitos concorrentes, crescendo 18% ano passado – impulsionado pelo ressurgimento da cultura do coquetel.

Com sede em Londres, a Diageo também quer aumentar a representatividade feminina internamente. Em abril, seu conselho passará a contar com 50% de mulheres, segundo Jacoby.

Fonte: O Globo