Dia Mundial do Chocolate: quais os benefícios dessa delícia? - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

06/07/2018


Dia Mundial do Chocolate: quais os benefícios dessa delícia?

Foto: autor desconhecido.

Hoje, 07 de julho, é o dia que é comemorado o Dia Mundial do Chocolate. E mesmo que você esteja de dieta, não precisa deixar passar essa data em branco. De acordo com o último balanço da Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (ABICAB), o brasileiro é o quarto maior consumidor de chocolate do mundo e terceiro maior produtor. Entre janeiro a setembro de 2016, a produção avançou 13%, representando 393,4 mil toneladas.

Pelo fato do Brasil produzir e também consumir muito chocolate, é preciso esclarecer com profissionais quais os benefícios e malefícios desse queridinho brasileiro. O Chocolate pode ser uma boa opção, desde que você saiba consumir o produto com a concentração de cacau balanceada, afirmam especialistas. Uma barra de chocolate, por exemplo, pode conter componentes como o ingrediente principal, o cacau, açúcar, gorduras, oleaginosas como a castanha, nozes e avelã, que são fontes de vitaminas e mineiras.

“O chocolate contém diversos polifenóis, agentes redutores que protegem contra o estresse oxidativo, ou seja, são antioxidantes, proporcionando efeitos benéficos na prevenção de doenças cardiovasculares, de diversos tipos de cânceres e inflamações”, explica a nutricionista Ana Paula Goulart. A especialista destaca que o chocolate faz bem à saúde, mas é preciso saber qual produto deve ser consumido.

Diversos estudos comprovam que quantidades significativas dessas substâncias só são encontradas nos chocolates tipo amargo ou dark, com mais de 70% de cacau. “Estes são alternativas nutricionalmente mais interessantes já que contém maior percentual de cacau e, consequentemente, menor proporção de açúcar”, ressalta Goulart.

A profissional recomenda o consumo, em média, de 25 gramas por dia, ou seja, nada de exageros. Cientistas afirmam que, na medida certa, essa delícia é capaz de proporcionar bem-estar. Afinal, o chocolate é constituído por mais de 300 substâncias químicas que induzem a liberação de vários neurotransmissores. A sensação causada pela endorfina e da dopamina estão relacionadas ao relaxamento.

Mas nem tudo são flores. Ou melhor, nem tudo são chocolates. Para alcançar essa sensação, é preciso consumir 12 quilos de chocolate. Nem pense nisso porque a iguaria, se consumida em excesso, pode causar malefícios. Alguns chocolates, principalmente os brancos, contém aditivos alimentares como corantes e conservantes e, quando consumidos em excesso, podem contribuir para hipersensibilidade alimentar e déficit de atenção, como hiperatividade. Outros chocolates são acrescidos de gorduras hidrogenadas que são altamente prejudiciais para a nossa saúde, sendo responsáveis por contribuírem para o aumento do colesterol LDL (“mau” colesterol) e problemas cardiovasculares. Ou seja, você pode comemorar hoje, mas nada de exageros.

Mitos X Verdades do chocolate

Chocolate engorda?

Nenhum alimento isolado engorda, o que irá proporcionar o ganho de peso é o balanço energético positivo, ou seja, quando o gasto calórico é menor que o consumo calórico, isso durante vários dias seguidos. Vale lembrar que algumas pessoas que almejam emagrecer, fazem uso da versão diet dos produtos mas, muitas vezes, essa versão é mais calórica que a tradicional. Por isso, é importante ficar atento aos rótulos e à composição nutricional presente nas embalagens.

É verdade que chocolate promove sensação de saciedade?

Os ácidos fenólicos presentes no cacau podem aumentar a produção do hormônio leptina, que promove a inibição do apetite e inibe o esvaziamento gástrico, permitindo mais saciedade à pessoa.

 

Chocolate causa espinha?

Não há evidência científica de que o chocolate em si possa agravar ou ser responsável pela presença de espinhas. Existem estudos científicos relacionando alimentos processados, laticínios, açúcares e óleos refinados à etiologia da acne.

 

É verdade que o chocolate branco é mais calórico?

Sim, além de não possuir massa de cacau, a versão branca do chocolate é constituída, basicamente, por manteiga de cacau, leite e açúcar e é rica apenas em gordura saturada. Essa composição faz com que muitos especialistas não considerem chocolate branco como chocolate.

Notícias relacionadas