Deputado João Henrique se revolta com esvaziamento de sessão e diz que na ALPB há “36 palhaços” - WSCOM

menu

Política

07/06/2018


Deputado João Henrique se revolta com esvaziamento de sessão e diz que na ALPB há “36 palhaços”

Foto: autor desconhecido.

O esvaziamento da sessão da Assembleia Legislativa da Paraíba ( ALPB) desta quarta-feira (6) foi duramente criticada pelo deputado estadual João Henrique (PSDB) , que disse que a Casa de Epitácio Pessoa tem “palhaços”.

A sessão, que foi suspensa, seria para analisar o veto do governador Ricardo Coutinho ao PL Nº 1.785 2018 de autoria do Ministério Público da Paraíba que tratava sobre aposentadoria voluntária para servidores do MPPB. O projeto tem o intuito de abrir vagas em comarcas e aposentar que tem direitos adquiridos.

“Somos 36 palhaços comandados pelo palhaço maior, que é o presidente Gervásio Maia. Ele suspende a votação e vai atrás do governador para pedir a ele para poder votar essa matéria. Sinceramente isso está demais, ultrapassou os limites razoáveis. Não devo aceitar manobras dessa natureza”, criticou o deputado.

No pronunciamento, o deputado lamentou a saída do presidente da Casa, Gervásio Maia, do deputado Ricardo Barbosa (1º secretário) e o líder do governo, Hervazio Bezerra, na hora de votar o veto do governador ao projeto que estava na pauta.

“Deixaram de estar aqui votando as matérias em favor da Paraíba e foram se curvar, baixar, implorar a vontade do governador Ricardo Coutinho. Os deputados foram pedir a ele para que na próxima sessão, já que a pauta está trancada, possa apreciar o veto. Se ele concordar, esse veto vai ser derrubado. Mas, se ele não concordar, esta Casa vai se agachar e se humilhar cada vez mais e manter o veto ao projeto do Ministério Público anteriormente aprovado a unanimidade peles deputados nesta Casa e posteriormente vetado pelo Governo. Isso é uma vergonha. É bom que o povo da Paraíba tome conhecimento disso para saber até que ponto chegou esse parlamento. Sinceramente estou envergonhado”, lamentou João Henrique.