Deportação de criança de 11 anos comove Bélgica - WSCOM

menu

Internacional

30/07/2007


Deportação de criança de 11



O caso de Angélica gerou protestos populares em Bruxelas

A decisão do governo belga de deportar uma menina equatoriana de 11 anos, ilegal no país há quatro, está comovendo a opinião pública e colocando em debate uma política imigratória que muitos classificam de “cruel e desumana”.

Angélica Cajamarca e sua mãe, Ana Elisabeth, devem ser enviadas a Quito nesta segunda-feira, depois de passar um mês detidas em um centro para imigrantes ilegais nas proximidades de Bruxelas.

No dia 30 de junho, as duas esperavam seu ônibus diário quando foram vistas por um cidadão que suspeitou da presença de “duas ciganas com aparência de ladras” em sua rua e chamou a polícia.

Desde então a imprensa belga se soma aos protestos de deputados, advogados e organizações de direitos humanos e defesa de imigrantes, acusando o governo de violar a Convenção Internacional de Direitos das Crianças, que proíbe a detenção de menores de idade.

Notícias relacionadas