Depois de Adriano, Deivid passa a conviver com a sombra de Love - WSCOM

menu

Futebol

07/04/2011


Deivid convive com a sombra de Love

TRANQUILIDADE

Foto: autor desconhecido.

Vira e mexe Deivid esbarra no Império do Amor. Tem sido assim desde a chegada do atacante ao clube. Contratado em agosto do ano passado para ser o substituto de Adriano, ele teve uma apresentação pomposa na Gávea ao lado de Diogo (hoje no Santos). O ataque D2 tinha a bênção de Zico (então diretor executivo de futebol), prometia fazer o torcedor esquecer o Imperador e Vagner Love, mas não durou mais do que quatro meses.

A notícia da rescisão de Adriano com o Roma, no início do mês passado, causou alvoroço entre torcedores do Fla que sonhavam com a volta do jogador. A vontade parou no técnico Vanderlei Luxemburgo, que sempre se posicionou contra a ideia. O acerto do atacante com o Corinthians encorpou a onda de protestos. Deivid foi um dos alvos e não escondeu o incômodo com a situação.

– Está me perseguindo (Adriano). É gente boa, tive o prazer de conhecê-lo, é um cara bom. Mas o Adriano já fechou com o Corinthians e não está mais aqui. Que ele possa ter sucesso. Quem está dentro fica incomodado. Temos de esquecer isso, manter o foco no Flamengo. O importante é que todos remem no mesmo barco, para o mesmo lado – disse, em recente entrevista.

Os dois treinos com bola realizados em Atibaia, no interior paulista, deram a entender que o camisa 9 voltará a ser titular do ataque rubro-negro. Luxa escalou o jogador ao lado de Ronaldinho Gaúcho. Wanderley voltou a ficar como opção.

Se o assunto Adriano, pelo menos por enquanto, chegou ao fim, a sombra do Artilheiro do Amor se faz presente. A diretoria do Flamengo e Vagner Love têm interesse num reencontro, articulado para o segundo semestre deste ano. Sobre o assunto, Deivid não demonstra insatisfação.

– Não me incomoda, até porque o Vagner Love é um grande amigo meu. Só que tenho que falar dele quando estiver aqui. Por enquanto tenho que falar do Wanderley, do Negueba, do Diego Maurício…

Os companheiros do atual dono da camisa 9 também preferem valorizar quem está no grupo.

– Jogador bom sempre terá lugar no Flamengo, ainda mais o Vagner Love, que é querido pela torcida e tem identificação com o clube. Pelo que temos acompanhado na imprensa não parece tão fácil. Mas o Deivid é um grande jogador, sabemos que ele é um goleador e está vivendo um momento difícil, mas é um cara de grupo e todo mundo aqui está torcendo por ele.

Vagner Love voltou à Rússia na noite da última terça-feira com um artigo especial na mala: uma carta de intenções do Flamengo, em papel timbrado do clube. Nela, o comando rubro-negro indica que vai fazer uma oferta de 15 milhões de euros (R$ 34,3 milhões) ao CSKA Moscou para repatriar o atacante em agosto, tão logo a janela de transferências do exterior seja aberta (na 15ª rodada do Brasileirão).

A diretoria do Fla promete apresentar uma proposta oficial ao clube russo na próxima semana. O atacante tem contrato com o CSKA até 2014, com multa rescisória estabelecida em R$ 91,7 milhões.

Notícias relacionadas