Defesa de petistas entrega pedido de suspensão de processo no STF - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

14/10/2005


Defesa de petistas entrega pedido

A defesa dos cinco, dos seis deputados petistas, acusados de favorecimento pelo suposto esquema do ‘mensalão’ entregou nesta sexta-feira no Supremo Tribunal Federal o pedido para suspender os processos de cassação. O Conselho de Ética da Câmara deve instalar os procedimentos contra os parlamentares na segunda-feira.

A decisão de recorrer no Supremo foi tomada como uma última cartada para que os petistas consigam preservar seus direitos políticos. Mas a defesa mostra cautela contra possibilidade de conseguir a preliminar no STF e lembra que a questão política pode dificultar a decisão.

“É difícil fazer análise técnica do caso. Há um interesse político muito grande e alguns ministros não gostam de se envolver em questões do Legislativo. Nos fizemos questão de enfatizar que não é uma questão interna-corpore”, afirmou o advogado dos petistas, Márcio Silva.

Diante da dificuldade, os deputados José Mentor (SP) e Paulo Rocha (PA) cogitam a possibilidade de renunciar a seus mandatos.

O ex-presidente da Câmara João Paulo Cunha (SP) e o ex-líder do governo professor Luizinho (SP) garantiram que enfrentarão o processo disciplinar. O outro petista representado é o deputado baiano Josias Gomes.

A expectativa da defesa é que a liminar saia antes das 18h de segunda-feira, prazo estabelecido pelo presidente do Conselho de Ética, Ricardo Izar (PTB-SP), para instalar os processos.

Notícias relacionadas