Defesa de Lula desmente que ex-presidente teria admitido culpa para reduzir pena - WSCOM

menu

Política

06/04/2019


Defesa de Lula desmente que ex-presidente teria admitido culpa para reduzir pena

Foto: Ricardo Stuckert

“É falsa a afirmação divulgada por determinadas páginas e sites especializados na veiculação de “fake news” de que a defesa do ex-Presidente Lula teria admitido que ele praticou crime de corrupção objetivando reduzir sua pena”, aponta nota assinada pelo advogado Cristiano Zanin Martins. “Lula não praticou qualquer ato ilícito e tomaremos todas as medidas judiciais cabíveis contra a divulgação de mais uma notícia falsa sobre Lula e sua defesa”. Confira, abaixo, a íntegra:

NOTA DA DEFESA DO EX-PRESIDENTE LULA SOBRE “FAKE NEWS” RELACIONADA AO RECURSO DO STJ –É falsa a afirmação divulgada por determinadas páginas e sites especializados na veiculação de “fake news” de que a defesa do ex-Presidente Lula teria admitido que ele praticou crime de corrupção objetivando reduzir sua pena.

No recurso especial que tramita perante o Superior Tribunal de Justiça (Resp nº 1.765.139/PR) apresentamos teses jurídicas consistentes e sintonizadas com a jurisprudência atual da Corte para que Lula seja absolvido e para que sua liberdade seja plenamente restabelecida.

Lula não praticou qualquer ato ilícito e é vítima de “lawfare”, que consiste no uso perverso das leis e dos procedimentos jurídicos para fins de perseguição polícia.

Tomaremos todas as medidas judiciais cabíveis contra a divulgação de mais uma notícia falsa sobre Lula e sua defesa.

Cristiano Zanin Martins

Redação com 247