Defesa cochila e Flamengo perde para o Fortaleza - WSCOM

menu

Mais Esporte

07/08/2005


Defesa cochila e Flamengo perde

Dois cochilos defensivos acabaram com possibilidade de o Flamengo conseguir a terceira vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro. Depois de sofrer um gol aos 4min do primeiro tempo e outro aos 3min do segundo, o time rubro-negro acabou batido por 2 a 1 pelo Fortaleza, neste domingo, no estádio Castelão.

Ronaldo Angelim e Erandir marcaram para os anfitriões e Jean descontou. O resultado confirmou a tendência do Flamengo de coletar poucos pontos quando atua longe do estado do Rio de Janeiro. Até o momento, em oito confrontos fora de casa, o time venceu apenas um e perdeu os demais.

Deste modo, estacionou nos 19 pontos e voltou a ser acossado pela zona de rebaixamento. O próximo compromisso será na quinta-feira, às 20h30, contra o Paraná. O duelo acontecerá no Luso-Brasileiro, local onde a equipe rubro-negra venceu seus dois últimos jogos.

Neste domingo, o resultado adverso pode, em parte, ser creditado ao técnico Celso Roth. Sem poder contar com o meia Renato, suspenso, o treinador preferiu um esquema cauteloso e colocou o volante Róbson. Sem marcar e tampouco criar, o jogador foi sacado ainda no primeiro tempo e deu lugar a Diego, ex-Fluminense.

O estreante da tarde sentiu a falta de ritmo, mas mesmo assim contribuiu para uma melhora dos cariocas na etapa final.

Mesmo pressionado durante a maior parte do segundo tempo, o Fortaleza segurou a vantagem, conseguiu a segunda vitória consecutiva e chegou aos 27 pontos na tabela. A pontuação o coloca na área de classificação à Copa Sul-Americana.

O próximo compromisso dos comandados de Hélio dos Anjos será contra outro clube carioca, quinta-feira, contra o Fluminense, em Volta Redonda.

O jogo

Na véspera da comemoração dos seus 17 anos, Bruno Mezenga teve a primeira chance da partida. A 1min, Jean ganhou da zaga e achou o atacante livre no meio da área. Porém, o jovem se enrolou e acabou desarmado.

Porém, na seqüência, os anfitriões abriram o placar. Após cobrança de escanteio, Ronaldo Angelim apareceu na pequena área e desviou para o gol. A defesa do Flamengo não sofria gols havia três jogos.

O revés no início não inibiu o time rubro-negro. Instantaneamente, Souza chutou e obrigou Bosco a boa defesa. Apesar de ter mais posse de bola, os cariocas deram espaços defensivos.

Aos 14min, a garra de Diego salvou o Flamengo. Após cruzamento da direita, o goleiro se chocou com o companheiro Renato Silva e cortou o rosto. A jogada prosseguiu e Rinaldo chutou. Mesmo sangrando, o camisa 1 se levantou e praticou linda defesa.

Depois de longa paralisação para o atendimento a Diego, o jogo caiu de ritmo. A correria inicial foi substituída por passes laterais.

Decepcionado com o desempenho da equipe, o técnico do Flamengo, Celso Roth, fez uma alteração tática aos 33min. Substituto de Renato, suspenso, Róbson foi sacado para a estréia do volante Diego.

O Flamengo passou a dominar territorialmente, mas encontrou dificuldades para penetrar na defesa adversária. Aos 48min, no entanto, Souza achou Bruno Mezenga na área. O atacante bateu de pé direito e Bosco defendeu.

“Estamos muito cansado e eles estão nos sufocando”, disse, no intervalo, o zagueiro Ronaldo Angelim, autor do gol do Fortaleza.

Porém, apesar da declaração desanimada de Angelim, os anfitriões marcaram um gol no início do segundo tempo. Lúcio fez jogada sensacional, aos 3min, livrou-se de três adversários e rolou para Erandir bater na saída de Diego.

Atordoado com a desvantagem, o Flamengo deu espaços e sofreu pressão. Entretanto, aos 11min, deu um espasmo de reação. Leonardo Moura chutou com força e acertou o travessão. Dois minutos depois, Souza apareceu na ponta esquerda e deu passe açucarado para Jean descontar.

O gol animou o Flamengo e aos 16min Jean chutou de fora da área e Bosco espalmou para escanteio. Na cobrança, Mazinho Lima puxou Jean, mas o árbitro Sálvio Spínola mandou o lance seguir.

A partida ficou propícia aos cariocas, que sobraram no preparo físico. Aos 22min, Souza cruzou e Fellype Gabriel cabeceou em cima de Bosco.

No entanto, apesar de procurar o ataque até o fim, os visitantes erraram muitos passes e acabaram colecionando mais uma derrota fora de casa.

FORTALEZA

Bosco; Amaral, Alan, Ronaldo Angelim e Marquinhos; Hernani, Erandir, Lúcio (Marcelo Lopes) e Mazinho Lima; Rinaldo (Marcos Denner) e Fumagalli (Clodoaldo)

Técnico: Hélio dos Anjos

FLAMENGO

Diego; Leonardo Moura, Renato Silva, Fabiano e André; Augusto Recife, Jônatas, Róbson (Diego) e Souza (Bruno Barbosa); Jean e Bruno Mezenga (Fellype Gabriel)

Técnico: Celso Roth

Data: 7/08/2005

Local: estádio Castelão, em Fortaleza (CE)

Árbitro: Sálvio Spinola Fagundes Filho (Fifa-SP)

Auxiliares: Valter José dos Reis e Ednilson Corona (ambos Fifa-SP)

Cartões amarelos: Fabiano (Fla), Alan (For)

Gols: Ronaldo Angelim, aos 4min do primeiro tempo; Erandir, aos 3min; Jean, aos 12min do segundo tempo

Notícias relacionadas