Defesa Civil desocupa casas em áreas de risco e trânsito é desviado na Beira Rio - WSCOM

menu

Paraíba

12/04/2011


Chuva desvia trânsito e alaga casas

Chuvas em JP

Foto: autor desconhecido.

{arquivo}Há quatro dias que a chuva não dá trégua em João Pessoa e os problemas já se acumulam. Na manhã desta terça-feira, 12, a Defesa civil de João Pessoa esteve na Comunidade Novo Horizonte, próximo ao bairro do Cristo, retirou famílias e interditou mais três casas onde os moradores corriam risco. “Podemos dizer que o inverno já chegou e já estamos realizando ações efetivas de retiradas dessas famílias”, explicou o coordenador da Defesa Civil de João Pessoa, Rodrigo Marques.

Amanhã as ações serão concentradas no Porto do Capim, Varadouro e Cruz das Armas, considerados locais problemáticos. No sábado, 15 áreas de alagamento que representavam riscos para comunidades próximas foram detectadas. As famílias retiradas desses locais estão sendo levadas para um dos doze abrigos existentes na cidade. Após a chuva as famílias tem duas possibilidades: ou voltam para as suas casas quando á água baixar, ou, caso isso não seja possível, precisam recorrer ao aluguel social.

Com a previsão de mais chuvas nas próximas 24 horas, a expectativa é que aumente o volume de trabalho na Defesa Civil. O Corpo de Bombeiros  também está mantendo equipes de plantão para atendimento de urgência a população, tanto da Grande João Pessoa como nos demais municípios do Estado. João Pessoa conta com equipes no quartel do comando geral, 1º Batalhão, no bairro de Mangabeira e o Batalhão de Busca e Salvamento, no bairro do Cabo Branco.

Trânsito – Outro problema ocasionado pelas chuvas é a lentidão do trânsito detectada em vários pontos da cidade. As vias principais, como a Epitácio Pessoa, estão o tráfego bastante lento. Já a Avenida Beira-Rio precisou ser fechada nos dois sentidos graças a água vinda do Rio Jaguaribe. Esse mesmo rio transbordou em outro ponto no Bairro do Rangel, o que provocou um acidente quando um carro foi parar dentro do rio.

Mais chuvas

O serviço de meteorologia da Aesa prevê mais chuvas para as próximas 24 horas em todas as regiões do Estado com mais intensidade na faixa litorânea. A informação é da meteorologista Marle Bandeira ao adiantar que o tempo permanecerá nublado, mas com chuvas mais isoladas, com maior intensidade do Litoral ao Agreste do Estado. Já para as regiões do Sertão, Cariri e Curimataú, a previsão é de chuvas isoladas.

Até às 7 horas desta terça-feira (12) já haviam sido detectados 96 locais de chuvas no Estado, com maior intensidade na cidade de Cabedelo, que registrou 80 milímetros de chuva. Além disso, 22 barragens no Estado já estão sangrando.

 

Notícias relacionadas