Cursinho pré-vestibular atende aluno carente da rede municipal - WSCOM

menu

Educação

02/08/2005


Cursinho pré-vestibular atende aluno car

O convênio do Cursinho Pré-Vestibular Rumo à Universidade foi firmado e assinado na manhã desta terça-feira (2) pelo prefeito da Capital, Ricardo Coutinho (PSB), e o reitor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Rômulo Polari. Esse projeto, que é uma parceria entre Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) e UFPB, tem o objetivo de promover a inclusão social de pessoas carentes ao ensino universitário. Dessa forma, foram disponibilizadas 275 vagas à população com renda familiar abaixo do salário mínimo do País e que tenha vindo da rede pública de ensino.

Logo após a abertura solene, que aconteceu no Auditório da Reitoria da UFPB, os alunos selecionados puderam participar da aula inaugural promovida pela coordenadora do projeto, Geruisa Pereira da Nóbrega, e pelo coordenador de Recursos Humanos da UFPB, Edvaldo Rosas – responsável pela idealização e desenvolvimento do projeto. Nessa aula foram apresentados aos selecionados os critérios a serem utilizados no decorrer do período letivo, no que diz respeito à qualificação dos professores, debates em torno do perfil de cada curso universitário, dando mais visibilidade ao aluno para a escolha de uma carreira no vestibular.

“O que nós pretendemos é fazer com que cada aluno do nosso cursinho possa ter a certeza da profissão que quer seguir. Para tanto, serão desenvolvidos seminários e debates sobre as mais diversas disciplinas, mostrando a eles que qualquer curso escolhido seguramente será ministrado pela qualificação dos professores”, afirmou o reitor.

O prefeito Ricardo Coutinho revelou que “a PMJP tem interesse em ampliar a ligação com a UFPB, que é tão importante para a cultura paraibana. Queremos extrair o máximo possível de convênios, parcerias que beneficiem a coletividade e facilitem a inclusão social dos menos favorecidos. Assim como o cursinho pré-vestibular, nós vamos dar continuidade a vários outros projetos que capacitem o gestor público, para que ele sempre possa, independentemente de governo, administrar melhor o patrimônio”, disse.

O primeiro cursinho pré-vestibular da UFPB tem caráter permanente, mas sujeito a muitas ampliações no decorrer dos anos. De acordo com Geruisa Nóbrega, das 275 vagas disponibilizadas 100 foram destinadas aos funcionários públicos municipais e seus descendentes; 100 vagas aos servidores – com seus descendentes – da UFPB; mais 50 vagas aos alunos carentes da rede pública de toda a cidade, e finalizando o quadro, cinco vagas aos índios do município de Baía da Traição. “Para facilitar a seleção desses alunos nós tivemos que adotar um critério único para que pudéssemos dar oportunidade a quem realmente necessitava mais. Dessa forma estipulamos uma renda familiar no valor máximo de R$ 289,00 com o intuito de tornar mais eficaz e democrática a avaliação”, explicou.

O cursinho começou nesta terça-feira com a aula inaugural e deve ser ministrado diariamente na Central de Aulas da mesma instituição, nos turnos da tarde e noite. Segundo Geruisa serão oferecidas 14 disciplinas exigidas no vestibular, com opção para as línguas estrangeiras inglês e espanhol. “Todos os nossos professores possuem mestrado ou doutorado e nossa única exigência ao aluno é uma freqüência de 75% em sala de aula”, afirmou a coordenadora do cursinho. Confira a relação de alunos selecionados no sítio www.ufpb.br/cursinho.html.

Notícias relacionadas