Crise de abastecimento: municípios da Paraíba entram em racionamento e um fica completamente sem água - WSCOM

menu

Paraíba

06/12/2018


Crise de abastecimento: municípios da Paraíba entram em racionamento e um fica completamente sem água

Crise de abastecimento, segundo gerente da Cagepa, se deve ao período de seca e baixo nível dos reservatórios

Canal Acauã-Araçagi

Crise de abastecimento. A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba suspendeu nesta quinta-feira (6), o fornecimento de água para o município de Aroeiras, Agreste da Paraíba. Além da suspensão, outros seis municípios entraram em racionamento.

 

Segundo o gerente regional da Empresa, Ronaldo Meneses, existe um colapso de abastecimento em Aroeiras motivado pelo baixo volume de água do açude Acauã que abastece a região. 

 

Ainda de acordo com Ronaldo Menezes, não há condições de abastecer o município por meio do canal, porém o mesmo não ficará sem assistência e será abastecido por meio de carro-pipa até que a crise seja solucionada.

 

“Não há mais condições técnicas de realizar a captação de água do reservatório para abastecer Aroeiras”, justifica Ronaldo.

 

De acordo com dados da Cagepa, o açude de Acauã acumula hoje aproximadamente 19,9 milhões de metros cúbicos de água, o equivalente a apenas 7,9% de sua capacidade total, o que justifica a crise de abastecimento. As demais cidades são abastecidas, por meio do sistema de captação flutuante, embora comecem a enfrentar problemas de racionamento, a exemplo de Itabaiana, Salgado de São Félix e São José dos Ramos, além do distrito Boqueirão, que pertence ao município de Gurinhém.

Da Redação / Portal WSCOM