CPI pode divulgar amanhã dados das caixas-pretas de Airbus da TAM - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

31/07/2007


CPI pode divulgar amanhã dados



A aeronave acidentata era um Airbus-A320 da TAM

A CPI do Apagão Aéreo na Câmara decidiu preservar até esta quarta-feira o sigilo das informações registradas pelas caixas-pretas do Airbus-A320 da TAM. Para garantir que não haverá vazamento dos documentos, o presidente em exercício da comissão, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), colocou os dados em um cofre lacrado, instalado na sala da CPI.

“Se vazar algo, não será daqui. Tem uma série de dados que nós não temos condições de analisar sozinhos, por isso é preciso primeiro ouvir os especialistas, depois sim divulgar as informações”, afirmou.

A CPI terá amanhã, às 9h, reunião secreta com o chefe do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), brigadeiro Jorge Kersul Filho, e com o coronel Fernando Camargo, que acompanhou a transcrição dos diálogos das caixas-pretas nos Estados Unidos.

Os deputados querem obter informações precisas sobre o conteúdo dos dados reunidos nas caixas-pretas antes de divulgá-los. “Vamos trocar idéias com a Aeronáutica para obtermos informações técnicas sobre esses dados”, disse o deputado Ivan Valente (PSOL-SP).

A decisão de manter os dados em sigilo foi tomada durante reunião secreta da CPI, que durou 45 minutos.

No encontro, a deputada Luciana Genro (PSOL-RS) cobrou de Cunha o compromisso de que não haverá vazamento do conteúdo das caixas-pretas antes do encontro com os oficiais do Cenipa. “O presidente assegurou que, se houver vazamento, não será daqui”, disse a deputada.

“O que for chocante como choro, gritos, é melhor que não se divulgue. Temos que respeitar as famílias, a dor é muito grande”, disse o deputado Gustavo Fruet (PSDB-PR).

Para o deputado Otávio Leite (PSDB-RJ), a CPI agiu corretamente ao preservar o sigilo das informações antes de definir o que fará com os dados. “Foi uma decisão prudente, porque para haver o vazamento, é melhor que ocorra uma divulgação correta das informações contidas nas caixas-pretas”, afirmou.

Apesar de manter os dados sob sigilo, a expectativa de Cunha é que os parlamentares decidam divulgar o conteúdo das caixas-pretas depois de discutirem com a Aeronáutica detalhes técnicos das informações. Se isso ocorrer, os dados serão divulgados à imprensa em entrevista coletiva.

Notícias relacionadas