CPI do "Mensalão" quebra sigilos de SMPB, DNA, Marcos Valério e seu sócio - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

04/08/2005


CPI do "Mensalão" quebra sigilos

Os integrantes da CPI do “Mensalão” aprovaram por unanimidade os requerimentos para quebra dos sigilos bancário, fiscal e telefônico das agências de comunicação SMPB e DNA. O empresário Marcos Valério Fernandes de Souza, que detém participação nessas empresas, e seu sócio Cristiano Paz, também tiveram seus sigilos quebrados.

A Polícia Federal e o Congresso investigam as contas bancárias das agências SMPB e a DNA, que seriam fonte de recursos para o pagamento do suposto “mensalão”, do qual o empresário Marcos Valério seria o suposto operador financeiro. Ele já admitiu que montou, em conjunto com o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, um esquema de “recursos não contabilizados” para financiar as campanhas do partido.

A CPI dos Correios já determinou a quebra do sigilo de Valério e das agências. Os integrantes da CPI do “Mensalão”, no entanto, precisam aprovar requerimentos nos mesmos termos para ter acesso aos documentos bancários, fiscais e telefônicos.

Notícias relacionadas