CPI cancela depoimento de ex-assessor do Ministério da Cultura - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

20/10/2005


CPI cancela depoimento de ex-assessor

A CPI do Mensalão cancelou a sessão em que seria tomado o depoimento do ex-secretário de Desenvolvimento de Programas e Projetos Culturais do Ministério da Cultura Roberto Costa Pinho. Segundo a assessoria do presidente da comissão, senador Amir Lando (PMDB-RO), a Polícia Federal não o localizou para entregar a convocação.

Pinho teria recebido R$ 450 mil do empresário Marcos Valério Fernandes de Souza, acusado de ser o operador do suposto “mensalão”.

Documentos enviados pelo Banco Rural à CPI apontam que o ex-secretário fez cinco saques no banco entre os dias 22 de setembro e 17 de dezembro de 2003.

De acordo com nota do Ministério da Cultura, Pinho foi exonerado em fevereiro do ano passado por “quebra de confiança”, após terem sido detectadas irregularidades no Programa Cidade Aberta, coordenado por ele.

Em 2002, ele trabalhou na área de marketing da campanha eleitoral do senador Delcidio Amaral (PT-MS), que hoje preside a CPI dos Correios.

Em nota divulgada no mês de julho, Delcidio afirmou que não manteve vínculos com Pinho após seu afastamento da campanha eleitoral.

Notícias relacionadas