Couto não vê sentido em prisão de Joesley e Saud, com Temer e Aécio livres - WSCOM

menu

Política

18/09/2017


'Não há sentido prender Joesley e Saud'

DIZ LUIZ COUTO

Foto: autor desconhecido.

Para o deputado federal Luiz Couto (PT-PB), não há sentido na prisão do empresário Joesley Batista e do executivo Ricardo Saud uma vez que o presidente Michel Temer e o senador Aécio Neves continuam livres e exercendo seus cargos públicos. O parlamentar disse acreditar que o processo de delação premiada de ambos os empresários ainda guarda muita coisa a ser revelada e que pode comprometer ainda mais Temer e Aécio.

Em sua argumentação, o deputado petista perguntou por que a Rede Globo não trata mais dos áudios gravados por Joesley Batista sobre a concordância de Michel Temer em relação à propina paga em troca do silêncio de Eduardo Cunha.

"Com tantos casos vindos a conhecimento público deste governo apodrecido em corrupção, não podemos deixar de reparar no descrédito dos brasileiros na política. E um dos principais fatores desse descrédito é a corrupção generalizada no Governo Temer e na base aliada ao governo no Congresso Nacional, quase endêmica, em todos os ramos das atividades políticas e econômicas brasileiras. O que vem caracterizar uma corrupção brasileira é a falta de punição que vemos por aqui, ai me pergunto por que Temer e Aécio Neves ainda estão soltos?", indagou Couto.


Crescem, a cada dia, os escândalos de corrupção de Temer e seus aliados mais próximos. Enquanto isso, ambos estão preocupados apenas em tentar salvar a pele, produzindo uma crise social e econômica, desânimo e insegurança jurídica e outros retrocessos para abafar o montante desviado. "Se todo o dinheiro pago para destinação de pagamentos de propinas fosse usado para educação e saúde, para inclusão social e bem estar da população brasileira, este país não seria marcado pelo golpe midiático, político e jurídico e muito menos um país manchado pela corrupção", concluiu o deputado.
 

Notícias relacionadas