Couto critica aumentos sucessivos de combustíveis no Brasil - WSCOM

menu

Política

07/02/2018


Couto critica aumentos de combustíveis

NO BRASIL

Em pouco mais de um mês, os brasileiros já tiveram que se deparar com 14 aumentos de combustíveis. Essa realidade aflitiva foi a tônica de um discurso feito pelo deputado federal Luiz Couto (PT-PB) nesta terça-feira, 6 de fevereiro. O parlamentar afirmou que o País enfrenta um sem número de problemas, mas que alguns têm afetado mais profundamente a vida da população, tanto por reduzir ainda mais seus parcos ganhos, quanto por afetar toda a vida produtiva do país.

"O consumidor se sente praticamente indefeso frente aos aumentos e isso representa mesmo um crime contra a economia popular. Nesse curto espaço de tempo, já são 14 os aumentos nos preços dos derivados de petróleo produzidos pela Petrobrás, nossa petrolífera ainda estatal, que outrora foi motivo de orgulho para nosso país, mas que hoje se comporta pior do que qualquer capitalista ganancioso, simplesmente interessada em bem administrar sua saúde financeira – ainda que, para isso, tenha de impor pesados sacrifícios a todo o povo de nosso país!", disse Couto.

O deputado petista classificou como indecente e falta de sensatez realizar em tão pouco tempo quatorze aumentos nos preços dos combustíveis: "Isso significa que cada aumento é feito a menos de três dias!".

Em sua argumentação, Luiz Couto acrescentou que ninguém quer assumir a culpa pela política de reajustes dos combustíveis. Nem o presidente da Petrobras, Pedro Parente, nem distribuidores e revendedores de combustíveis e muito menos o governo.

"A real culpa por essa situação, que maltrata e prejudica todos os nossos cidadãos é do Governo Federal que, também nesse campo, demonstra toda a sua incompetência e falta de capacidade de gestão para administrar, e não possuem políticas públicas, sobretudo nas áreas de transportes e de energia, capazes de garantir à população o acesso aos bens e serviços mais essenciais, a preços justos! Espero, que, ao chegarem as eleições que disputaremos neste ano, o povo se lembre desses recentes e infaustos acontecimentos, e retribua, na mesma moeda, a quem tanto o tem feito sofrer, e eleja quem tem capacidade e honestidade suficientes para fazer de nosso país uma nação justa, próspera e desenvolvida", concluiu Luiz Couto.

Notícias relacionadas