Coutinho anuncia Davino interinamente no Sttrans, não fará reforma e define nova - WSCOM

menu

Política

19/10/2005


Coutinho anuncia Davino interinamente no

O prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho, revelou ao WSCOM Online que não tem pressa para anunciar o substituto definitivo de Aracilba Rocha no Sttrans, porque o diretor administrativo Antonio Davino Neto já responde pela superintendência, nem vai processar agora ajustes na equipe com a vacância da Ciência e Tecnologia, bem como o acúmulo de funções de Walter Galvão na Educação e Transparência pública. Ele anunciou que nos próximos dias anuncia o reajuste da tarifa do transporte coletivo, mas não disse o valor.

Ricardo foi taxativo ao ser indagado se fará reforma no secretariado aproveitando a saída de Aracilba Rocha.

“Não, uma coisa não tem nada a ver com a outra porque não estou apressado em mudar ou anunciar pessoas na equipe, mesmo porque a máquina funciona independentemente de pessoas, que também são todos interinos”., declarou.

Antes de confirmar Antonio Davino provisoriamente no Sttrans, ele abriu espaço para agradecer e destacar o desempenho de Aracilba. “Ela recuperou a credibilidade e confiança da Sttrans, razão pela qual agradeço fortemente sua contribuição, mas em face dessa alteração não estou pensando em acelerar nenhuma reforma na equipe”, nem quis antecipar quem será o titular da superintendência do Trânsito.

– Também não estou empenhado em identificar ou chamar pessoas com urgências para os cargos citados pela reportagem como em vacância ou acumulo, no caso de Galvão – acrescentou.

Tarifas– Ricardo garantiu que vai adotar o reajuste da tarifa do transporte coletivo, entretanto, ainda aguarda resposta do Governo do Estado sobre oficio emitido reivindicando que a administração estadual dê incentivo isentando ou baixando o ICMS do óleo e assuma a parte dos policiais militares pagando o valor correspondente à gratuidade do vale transporte.

– Toda empresa paga o vale transporte de seu empregado, portanto, sou favorável à gratuidade mas cada Poder precisa bancar, como faz a iniciativa privada, o transporte de seus funcionários – informou adiantando que “em face das reivindicações estou aguardando a resposta, mas vou conceder o reajuste”.

Para Ricardo, ele espera que cada esfera de poder (municipal, estadual e federal) assuma a despesa com transporte de seu servidor, isto é, o Juidicário bancando o dos oficiais de justiça, o Federal fazendo o mesmo com os Correios, etc.

Ele revelou que está projetando 21 novos ônibus na frota municipal e a bilhetagem eletrônica, mas não definiu o valor da tarifa a ser definida, se na quantia de R$ 1.50 aprovados pelo Conselho Tarifário Municipal.

Notícias relacionadas