Coritiba afunda ainda mais o Atlético-MG - WSCOM

menu

Mais Esporte

11/08/2005


Coritiba afunda ainda mais o

O calvário do Atlético-MG continua. Na noite desta quarta-feira, o algoz dos mineiros foi o Coritiba, que com um gol de Alexandre Luz derrotou o time alvinegro por 1 a 0, no estádio Couto Pereira.

Com o triunfo, o Coritiba pulou para 28 pontos e se aproxima da zona de classificação para a Copa Sul-Americana do ano que vem. Além disso, o time dirigido por Cuca alcançou a segunda vitória consecutiva pela primeira vez no Brasileiro, já que na última rodada batera a Ponte Preta por 3 a 0.

Já o Atlético-MG completou seis jogos sem vitória no Brasileirão e segue na zona do rebaixamento, com 13 pontos e ocupando a penúltima colocação. A última vez que a equipe triunfou foi no dia 20 de julho, quando goleou o Fortaleza por 4 a 1, no Ceará.

Aliás, essa foi a única vitória dos mineiros como visitantes. Fora de casa, o retrospecto do Atlético-MG reflete sua pífia campanha e o time alvinegro conseguiu mais três empates e perdeu sete vezes. Agora, os mineiros somam 14 rodadas seguidas na zona do descenso.

Nesta noite, a equipe foi prejudicada pela expulsão do zagueiro Leandro Castan no início do segundo tempo, que deixou o Atlético-MG com um jogador a menos quando o placar ainda apontava 0 a 0. Esse foi o segundo jogo de Marco Aurélio dirigindo o time e o treinador não conseguiu nenhum ponto. Entretanto, o comandante se entusiasmou com a atuação do Atlético-MG.

“Gostei da equipe. Foi uma equipe que brigou, que foi para a luta e marcou totalmente diferente do último jogo. Infelizmente, perdemos mais um jogo, mas nos mostrou um caminho diferente. Uma luz no fim do túnel para que a gente possa começar a reverter isso aí”, disse Marco Aurélio.

Já o Coritiba melhorou o seu retrospecto em casa. Com o triunfo, a equipe alviverde agora soma cinco vitórias no Couto Pereira, três derrotas e apenas um empate. Na próxima rodada, novo jogo em seu estádio, contra o São Caetano, sábado, às 16h.

Já o Atlético-MG mais uma vez tentará um êxito fora de Belo Horizonte. No domingo, o time enfrenta o Vasco, às 16h, em São Januário.

O jogo

Quando Danrlei repôs errado uma bola e a entregou de presente para Marcelo Peabiru, logo aos 2min, e o atacante quase surpreendeu o goleiro de fora da área, os torcedores tiveram a falsa impressão de que a primeira etapa seria movimentada.

Com o meio-campo congestionado – já que ambos os times atuaram com cinco homens no setor – e raras jogadas pelos flancos, os ataques tiveram dificuldades em vencer as defesas. O que se viu foi um festival de passes errados e chutes completamente descalibrados da intermediária.

De perigo, apenas dois lances, um para cada lado. Aos 26min, o atleticano Luis Mário ajeitou de cabeça para Fábio Baiano, que na pequena área chutou para fora. Já aos 29min, Ricardinho cobrou escanteio, a defesa mineira parou e Marcelo Peabiru, de peixinho, cabeceou raspando a trave direita de Danrlei.

“Estamos errando muitos passes. A torcida está certa em vaiar. Vamos melhorar no segundo tempo”, disse na saída para o intervalo o volante Capixaba, do Coritiba.

Entretanto, o jogador não pôde ajudar a equipe na segunda etapa. Querendo deixar o time mais ofensivo, o técnico Cuca sacou Capixaba e colocou o atacante Alexandre.

A mudança lançou os donos da casa à frente e, aos 10min, o zagueiro mineiro Leandro Castan foi expulso ao cometer falta violenta em Caio. Detalhe que o cartão amarelo recebido pelo defensor aconteceu cinco minutos antes, ao derrubar o mesmo Caio.

A antes insatisfeita torcida presente ao Couto Pereira passou a incentivar o Coritiba, que tratou de pressionar. Para se segurar, o técnico Marco Aurélio tirou o atacante Luis Mário e colocou Lima, aos 14min.

A pressão dos paranaenses deu resultado aos 29min. Marquinhos cobrou falta no meio da área, Alexandre Luz aproveitou indecisão de Danrlei e dos zagueiros e, sozinho, desviou de cabeça para o fundo das redes.

Depois disso, o Atlético-MG, de forma desorganizada e desesperada, buscou o empate. Bem plantado na sua defesa, o Coritiba não teve dificuldades para neutralizar os visitantes e garantiu mais três pontos.

CORITIBA

Vizzoto; Alexandre Luz, Reginaldo Nascimento e Alan (Alcimar); Rafinha, Rodrigo Mancha, Capixaba (Alexandre), Jackson e Ricardinho; Caio (Marquinhos) e Marcelo Peabiru

Técnico: Cuca

ATLÉTICO-MG

Danrlei; Henrique, Cáceres e Leandro Castan; Evanílson (Euller), Amaral, Ataliba (Zé Antonio), Fábio Baiano e Rubens Cardoso; Marques e Luís Mário (Lima)

Técnico: Marco Aurélio

Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba

Árbitro: Carlos Eugênio Simon (RS-Fifa)

Auxiliares: Altemir Hausman (RS-Fifa) e José Silveira (RS)

Cartões amarelos: Reginaldo Nascimento (C), Alexandre Luz (C), Ataliba (A), Leandro Castan (A)

Cartão vermelho: Leandro Castan (A)

Gols: Alexandre Luz, aos 29min do segundo tempo

Notícias relacionadas