Coriolano Coutinho reconhece derrota e deseja sucesso a Amadeu Rodrigues - WSCOM

menu

Futebol

12/12/2014


Cori reconhece derrota e deseja sucesso

Eleição da FPF

Foto: autor desconhecido.

O candidato Coriolano Coutinho saiu derrotado do pleito que definiu o novo presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), na tarde desta sexta-feira (12). Ele recebeu 29 votos, oito a menos que o eleito Amadeu Rodrigues. Apesar do desapontamento pelo resultado, ele parabenizou o vencedor, confirmou a legitimidade do pleito e deixou em aberto uma possível participação em outra disputa.

“Ninguém se sente bem com a derrota, mas aproveito aqui a oportunidade para parabenizar Amadeu e espero que ele faça um bom trabalho à frente da FPF”, disse.

Questionado sobre uma possível participação na gestão de Amadeu Rodrigues, Cori rechaçou: “Não, não. Acho que quem tem que levar o processo é a chapa vencedora. Isso é natural e faz parte da caminhada das coisas. Quem ganhou tem que tocar o trabalho  de maneira democrático com os clubes e as ligas para que efetivamente se construa uma nova perspectiva para o Futebol Paraibano”, relatou.

Coriolano deixou em aberto a possibilidade de se candidatar novamente daqui a quatro anos: “É possível. Se o nosso grupo entender que é importante, a gente trabalha. A candidatura não é de uma pessoa apenas, mas sim de um grupo”, ressaltou.

“Não tem sentido recorrer. O resultado foi muito bem conduzido pela Junta Eleitoral. A chapa de Amadeu teve os méritos dela e consequentemente venceu”, explicou Cori, negando a possibilidade da tentativa de recursos na Justiça.

Errata: diferente do que foi noticiado anteriormente, o eleição para o presidente da entidade ocorre entre o intervalo de quatro anos e não de dois.