Corinthians quer suspender a parceria com MSI, diz jornal - WSCOM

menu

Mais Esporte

30/08/2005


Corinthians quer suspender a parceria

No documento entregue ao MSI, a diretoria do Corinthians decretou suspenso o direito do fundo de gerir o futebol e deu até o dia 9 de setembro para que a empresa de Kia Joorabchian cumpra todas as exigências contratuais, segundo informa o jornal “Folha de S.Paulo”.

O clube paulista afirma que cláusulas do contrato de licenciamento , assinado no dia 11 de maio, ainda não foram cumpridas e por isso não tem direito de tomar decisões como a procura por reforços e a negociação de contratos de patrocínio sem a autorização da diretoria corintiana.

A assessoria de imprensa do clube não quis se pronunciar.

Além de reclamar que não foi constituída a diretoria que deveria ter dois representantes do Corinthians e dois do MSI, o clube diz não ter recebido a carta de crédito ou o depósito de R$ 60 milhões na conta do clube – faltam R$ 33 milhões para se chegar a esse número -, conforme previa o contrato firmado em novembro do ano passado. Dualib cobra ainda uma dívida de quase R$ 5 milhões por ter pego emprestado junto ao Bradesco a quantia de R$ 1,5 milhão para cumprir a folha de pagamento.

Na notificação, o Corinthians exige os contratos originais da compra dos atletas. Se a parceria for desfeita, o clube garante que os jogadores contratados pelo MSI ficam até pelo menos o fim do ano.

Kia, que está na Europa, deve se reunir nesta semana em Londres,na Inglaterra, com o presidente do clube, Alberto Dualib e o vice Nesi Curi, para discutir a situação.

Notícias relacionadas