Corinthians perde Tevez por dois jogos no Brasileiro - WSCOM

menu

Mais Esporte

19/08/2005


Corinthians perde Tevez por dois

A torcida do Corinthians ficará duas rodadas sem ver seu maior ídolo em campo. Nesta sexta-feira à tarde, o atacante Carlitos Tevez foi suspenso por três jogos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Tevez discute com Márcio e deixa o treino do Corinthians antes de ser punido pelo STJD. A punição ocorreu devido ao xingamento do jogador ao árbitro Anselmo da Costa, no dia 6 de agosto, quando o Alvinegro perdeu por 2 x 0 para o São Caetano. Na partida, o atleta teria xingado a mãe do árbitro, fato que foi relatado na súmula e confirmado por Tevez.

Nesta tarde, o argentino foi julgado pelo Art. 252 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que tinha pena máxima de seis partidas. Entretanto, o advogado do clube, João Zanforlin, conseguiu livrá-lo de uma punição maior.

Desta forma, Tevez, que já cumpriu uma partida, desfalcará o Corinthians no jogo deste domingo, contra o Goiás, às 16h, no Pacaembu, e na primeira rodada do segundo turno, na próxima quarta-feira, contra o Juventude, em Caxias do Sul.

“Não foi ruim. Existia uma preocupação de pegar uma pena maior. Mas o julgamento foi confuso. Achei até que ele poderia ser absolvido. Até agora ninguém me explicou o significado dos palavrões em espanhol do Tevez”, afirmou o advogado do Corinthians, que explicou o motivo da ausência do argentino no julgamento.

“O Tevez não é testemunha. Ele até viria aqui, mas não fala muito bem o português e não veio”, justificou.

Zanforlin ressaltou que enquanto o corintiano é punido, outros jogadores nem sequer são advertidos pelos árbitros. “As canelas do Tevez estão parecendo a BR-116 de tantos buracos que tem. Estão fazendo uma maldade com um garoto de 22 anos”, afirmou.

Marcus Basílio, presidente da 4ª Comissão Disciplinar e que julgou o atacante, respondeu: “Um jogador aqui do Rio [Felipe] que é tão habilidoso quanto o Tevez pegou 180 dias por agressão. Se o Tevez xingou tem que ser punido”

O técnico Márcio Bittencourt lamentou. “Claro que o Carlitos faz falta. Está numa fase ótima e tem ajudado muito o time”, afirmou o técnico Márcio Bittencourt, que vai escalar Bobô ao lado de Jô no ataque na partida contra o Goiás neste domingo. “O Bobô tem entrado bem e os garotos lá na frente têm conseguido desempenhar um bom papel”, disse.

O argentino, aliás, se envolveu em uma discussão com o treinador na manhã desta sexta no Parque Ecológico do Tietê. O jogador teria ficado irritado por não participar do treinamento coletivo e abandonou o treino mais cedo.

Márcio, porém, explicou que não barrou o argentino, alegando que “estava apenas conversando com ele”. “O Carlitos está preocupado com o julgamento e a Florência deixou ele dormir pouco durante a noite”, disse o treinador, se referindo à filha do atacante e ao julgamento que aconteceu nesta sexta-feira.

Questionado se Tevez realmente não deixou a atividade descontente, Márcio Bittencourt contra-atacou: “Pergunta para ele se está contrariado? Aqui está tudo tranqüilo, o Tevez já sabia que viria ao Parque Ecológico só para trotar pelo gramado e ir embora. Estão querendo ver fantasmas onde não tem”.

No entanto, o Pelé.Net apurou que Tevez teria pedido a Márcio para ser liberado para viagem à Argentina antes da decisão do julgamento.

“O Carlitos sabe que tem de esperar o julgamento. Se ele for punido só com um jogo, ele está escalado”, disse Márcio, antes de saber da punição. Agora, o atacante está liberado para viajar à Argentina no final de semana.

Notícias relacionadas