CORECON-PB promove encontro para tratar do agronegócio paraibano - WSCOM

menu

Paraíba

29/05/2018


CORECON-PB promove encontro para tratar do agronegócio paraibano

Evento que será realizado às 16h na sede do  Corecon-PB

Foto: autor desconhecido.

O  Conselho Regional de Economia da Paraíba (CORECON-PB) promove nesta quarta–feira (30) um encontro para  tratar do agronegócio paraibano.

O evento que será realizado às 16h na sede do  Corecon-PB contará com a participação do engenheiro agrônomo, mestre em economia e ex-secretário estadual da agricultura, José Costa, além do professor Rômulo Polari. 

Convite

              À SOCIEDADE PARAIBANA

Agora, em 2018, o Brasil vai eleger os seus Presidente, Governadores de Estado, Deputados e dois terços dos membros do Senado. A expectativa é que, após as eleições, o país entre numa nova trajetória de progresso econômico e social.

No que concerne à Paraíba, tem sua economia afetada, a exemplo de outros estados, pelo quadro econômico nacional adverso.

Para contribuir na solução dos problemas que entravam desenvolvimento estadual, o Conselho Regional de Economia da Paraíba (CORECON-PB) vai oferecer à sociedade paraibana um Projeto Econômico para a Paraíba-2019-2022.

A Paraíba tem três metas-síntese básicas a alcançar: a) recolocar sua economia na posição de 4a maior no Nordeste; b) corrigir os desequilíbrios socioeconômicos entre suas regiões e c) melhorar as condições de emprego, educação, saúde, segurança, habitação, saneamento e mobilidade urbana da população. Para tanto, a condição necessária e suficiente é o crescimento econômico sustentável a altas taxas.

Isso só será possível, se a economia da Paraíba aumentar o peso das suas atividades privadas e dos seus setores agropecuário e industrial, assim como dos serviços modernos e complexos. As políticas públicas têm que ter foco na estrutura produtiva, cadeia turística, infraestrutura e educação básica pública de qualidade.

Um bom projeto para a Paraíba requer saberes além de Economia. Por isso, o CORECON-PB espera contar com a imprensa, dirigentes empresariais, trabalhistas e políticos, intelectuais, cientistas e especialistas. Afinal temos a difícil tarefa de definir os caminhos a ações que levem ao desenvolvimento do nosso Estado, no cenário regional e nacional, no contexto da globalização e da sociedade do conhecimento.

Alguns órgãos serão interlocutores essenciais na concepção e construção do Projeto Econômico para a Paraíba: Federação das Indústrias da Paraíba, Federação do Comércio da Paraíba, Federação da Agricultura, TCE-PB, Sebrae, Sinduscon, IDEP-UFPB, DIEESE, CREA, CAU, CRC, CRESS, CRA, BB, BNB, CEF, API. Essas interlocuções agregarão mais competência às propostas projetadas e, certamente, as tornarão mais realistas, exequíveis e eficazes.