Copa: TVs quebram recordes de audiência - WSCOM

menu

Entretenimento

20/06/2006


Copa: TVs quebram recordes de

As estimativas indicam que as transmissões das partidas da Copa do Mundo deverão alcançar um total de 32 bilhões de telespectadores – mais do que qualquer outra Copa anterior.

Segundo a empresa suíça Infront, que detém os direitos de transmissão das partidas, a audiência dos jogos da Copa na TV aumentou em vários países em relação aos últimos torneios.

Na Holanda quase 90 porcento dos telespectadores viram os jogos de sua seleção.

Em Portugal o primeiro jogo contra Angola foi visto por mais de 80 por cento da audiência, um terço a mais que na Copa de 2002.

Brasil

Na Alemanha, país sede da Copa, o jogo de abertura foi visto por mais de vinte milhões de pessoas – mais que qualquer outro jogo inicial de Copas passadas.

O jogo da seleção alemã contra a Polônia chegou a ser visto por 25 milhões de alemães e bateu um recorde histórico de audiência para jogos dae Mundial.

Depois dos jogos com a seleção da casa as partidas com participação do Brasil são as mais vistas pelos telespectadores na Alemanha.

Quatorze milhões de alemães viram o jogo da seleção brasileira contra a Austrália. É bom lembrar que a população total da Alemanha está por volta dos 80 milhões.

A televisões estatais alemãs ARD e ZDF transmitem a maior parte dos jogos na Alemanha.

Pela primeira vez ha história um canal privado de TV, o RTL, também está mostrando alguns jogos.

Propaganda

Leitores do site da BBC comentaram em e-mails que as imagens de jogos transmitidas da Alemanha estariam mostrando muito freqüentemente as propagandas dos patrocinadores da Copa ao redor do campo.

Nicola Taylor, diretora de comunicação da operadora HBS, responsável exclusiva pela geração de todas as imagens dos jogos, negou que os patrocinadores estejam sendo favorecidos.

Taylor disse à BBC que a transmissão dos jogos segue os padrões estabelecidos pela Fifa, segundo os quais “até quem não é fanático por futebol tem direito a entender o que está se passando em campo. Por isso há muitas cenas com um ângulo mais amplo, mostrando uma grande parte do gramado.”

“Se os patrocinadores quisessem aparecer mais, faria mais sentido aumentar o tamanho das propagandas ao invés de armar um pressuposto esquema para mostrá-las mais frequentemente na TV”, disse a porta-voz.

Taylor disse que a HBS quer mostrar os jogos da forma mais clara possível, para satisfazer uma audiência mundial muito heterogênea, e que as emissoras de cada país podem enriquecer a transmissão com cenas adicionais ou closes fornecidos pela HBS.