Conheça o guia completo do Enem criado por programa de bolsa de estudo - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

04/06/2018


Conheça o guia completo do Enem criado por programa de bolsa de estudo

Guia do Educa Mais Brasil informa sobre preparação e uso da nota do Enem

Foto: autor desconhecido.

O estudante que quer saber tudo sobre o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) tem que estar informado sobre todas as novidades do exame organizado pelo Ministério da Educação (MEC) por meio do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Ao tomar conhecimento sobre o exame, é comum surgirem dúvidas: para que serve o Enem? Quem pode fazer as provas? É possível usar os resultados para estudar em universidade pública ou privada? Como adquirir bolsa de estudo ou financiamento?

“Eu tive muita dúvida no início sobre como funcionava o SISU até porque eu estudei em escola pública e eles não deram muita informação. Aprendi mais no curso pré-Vestibular, que eles explicaram como funcionava e também quando me inscrevi, porque procurei me informar”, afirma Thainá Santos Lima da Silva, bolsista há um ano em curso preparatório parceiro do Educa Mais Brasil.

Criado especialmente para responder às principais dúvidas dos estudantes, o guia completo do Enem traz, entre outras orientações, dicas de como utilizar a nota para se inscrever no SISU. Elaborado pelo Educa Mais Brasil, – programa que oferta bolsas de estudo de até 70% em cursos de várias modalidades em parceria com o WSCOM – o guia está integrado com o E+B Educação, uma página de notícias que traz notícias e muitas novidades na área de educação.

“Acho fundamental divulgar para ficarmos informados sobre as mudanças. Trazer orientações sobre esses programas é importante porque tem gente que ainda não tem muita informação sobre como funciona SiSU, o FIES e o Prouni. É o caso dos estudantes que estão entrando no ensino médio ou de pessoas mais velhas”, constata a estudante, referindo-se ao Fundo de Financiamento Estudantil e o Programa Universidade Para Todos.

Para que serve o Enem?

O Exame Nacional do Ensino Médio tem como objetivo principal avaliar o desempenho escolar dos estudantes que estão em fase de conclusão da educação básica. E por que ter um bom resultado no Enem é importante?

Atualmente, a nota do Enem é importante para o estudante que deseja cursar graduação e ingressar no mercado de trabalho ou dedicar-se à pesquisa acadêmica nas universidades após o encerramento do processo. Um dos benefícios não tão conhecidos é que, desde 2014, os estudantes podem usar a nota do Enem para estudar em Portugal. Estima-se que mais de 1,2 mil brasileiros tenham ido às terras portuguesas para conseguir a graduação.

No Brasil, o principal processo seletivo que aceita a nota do Enem é SiSU, por onde as universidades e institutos de ensino superior da rede pública ofertam vagas aos candidatos. Instituições de todas as regiões do país adotam o sistema.

O Fies é uma modalidade de financiamento, mas permite o ingresso apenas em instituições de ensino particulares. O programa financia cursos de graduação não gratuitos e que tenham avaliação positiva no Sistema Nacional de Avaliação Superior (Sinaes). Com a nota do Enem também é possível ter bolsa de estudo do ProUni, o Programa Universidade Para Todos, de caráter integral (100%) ou parcial (50%). No entanto, neste caso é preciso ter baixa renda e não ter diploma de nível superior.

Como o guia do Enem pode me ajudar?

Você é estudante? Vai participar do Enem? Quer ter um bom resultado? Então o guia do Enem pode te ajudar. O estudante tem à disposição um tutorial completo sobre como é a prova, quem pode participar, além de informações sobre gabarito oficial e resultado do Enem, quando estiverem disponíveis.

A redação é uma das provas mais temidas pelos estudantes. Pensando nisso, o guia inclui também a Cartilha de Redação do Enem, com orientações sobre modo de avaliação, parâmetros básicos de competências textuais considerados pelos avaliadores, além de redações que receberam a pontuação máxima na edição anterior de exame. E, se o estudante tiver curiosidade, também está disponível um histórico de temas de redação de 1998 até 2017.

 

Ascom Educa Mais Brasil

Notícias relacionadas