Confusão entre PM e torcida da Ponte termina com quatro feridos - WSCOM

menu

Futebol

26/09/2018


Confusão entre PM e torcida da Ponte termina com quatro feridos

Foto: autor desconhecido.

O clima esquentou no Majestoso após a derrota da Ponte Preta por 1 a 0 sobre o Brasil-RS, na noite desta terça-feira. Houve confusão entre torcedores e Polícia Militar, e quatro pessoas ficaram feridas durante o tumulto: dois jornalistas e dois policiais. Foi o oitavo jogo consecutivo da Macaca sem vitória na Série B do Brasileiro.

Os repórteres Pedro Orioli, da Rádio Central, e Gabriel Castro, da CBN, foram atingidos na cabeça por estilhaços de bomba quando se dirigiam para a sala de imprensa. Com ferimentos leves, eles foram atendidos no próprio estádio e liberados na sequência.

A tensão tomou conta da saída dos torcedores do Majestoso. Revoltados com a situação do time, alguns tentaram protestar contra diretoria, comissão técnica e jogadores e acabaram entrando em confronto com seguranças do clube em frente à porta que dá acesso ao vestiário.

A PM usou bombas de efeito moral e balas de borracha para dispersar. Do outro lado, os torcedores respondiam com rojões, pedras e garrafas. Segundo a PM, dois policiais tiveram ferimentos leves e foram encaminhados para o Hospital Municipal Dr. Mário Gatti.

Em queda livre na Série B, a Ponte tem 37 pontos, a seis da zona de rebaixamento. A distância pode cair para três dependendo dos resultados da rodada. Faltando nove partidas para o fim da competição, o objetivo alvinegro passa a ser garantir a permanência na divisão, já que o acesso, antes improvável, ficou praticamente impossível.

O próximo desafio está marcado para 6 de outubro (um sábado), contra o também ameaçado CRB, novamente no Majestoso, em um cenário de uma pressão maior ainda.

Globo Esporte