Confira dicas para comprar um pescado de qualidade - WSCOM

menu

Saúde

22/04/2011


Confira dicas para comprar o pescado

Semana Santa

Foto: autor desconhecido.

Não é apenas a venda de chocolate que aumenta durante a Semana Santa, os peixes também são vendidos em grande quantidade, principalmente por estar ligada a recomendação da igreja católica de evitar o consumo de carne vermelha nessa época do ano.

No mercado paraibano são comercializados cerca de 29 espécies, entre os mais conhecidos estão a cioba, pescada, xaréu, tilápia e merluza. Com o aumento da procura, o preço do pescado tende a aumentar e a pesquisa de preço é se torna indispensável.

Nos supermercados e nas feiras livres é possível encontrar diversas opções, entre congelados, frescos e industrializados. Para as pessoas que preferem comprar peixes frescos, é importante seguir algumas dicas para evitar a aquisição de um produto estragado.

O consumidor deve preferir comprar peixes que estejam sendo comercializados em locais limpos. A presença de moscas é um indicativo de que as normas de higiene não estão sendo seguidas corretamente, e isso pode refletir na qualidade do produto.

No momento da escolha do pescado, deve-se observar se a pele e a carne do peixe estão firmes, sem descamação, bem aderida, úmida e sem a presença de manchas. Atenção também para o brilho nos olhos do animal, se as guelras estão rosadas e sem viscosidade.

Para aqueles que preferem o peixe congelado, ele deve estar conservado a temperaturas inferiores a -18ºC e resfriados abaixo de 0ºC. Observar se existem poças de água no freezer e a presença de produtos molhados, o que é uma indicação de que o equipamento foi desligado, podendo afetar na qualidade do pescado. Destacar que os peixes industrializados só devem ser adquiridos que tiverem o carimbo do Serviço de Inspeção Federal (SIF).

No caso dos peixes que estão dentro de embalagens, verificar se está escrito o nome do produto, conteúdo líquido (quantidade ou volume que o produto apresenta), identificação da origem (país ou local de produção daquele produto), lote, validade e se está em boa qualidade.

Ao comprar o pescado, o consumidor deve exigir a nota fiscal ou recibo, pois essa é a garantia se for detectado algum tipo de problema da elaboração do produto ou após o seu consumo.

 

Notícias relacionadas