Conferência estadual discutirá desafios da mulher advogada na Paraíba - WSCOM

menu

Paraíba

28/03/2018


Conferência estadual discutirá desafios da mulher advogada na Paraíba

A Comissão da Mulher Advogada da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Paraíba (OAB-PB), se reuniu, na tarde da última segunda-feira (26), para discutir a organização, estrutura e palestrantes da I Conferência Estadual da Mulher Advogada, que será realizada pela OAB-PB em João Pessoa, entre os dias 07 e 08 de junho deste ano.

A reunião foi comandada pela presidente da Comissão, Carol Lopes; e contou com a presença das seguintes advogadas Cecília Raquel Albuquerque Dutra (secretaria Adjunta da Comissão), Tarciana Araújo de Lima (Ouvidora), Adjane Barros, Anna Carla Lopes, Jackeline Cartaxo, Niedja Miguel Farias e Analu Arnoud.

A presidente da Comissão de Combate à Violência e Impunidade Contra a Mulher da OAB-PB, Katiele Marques, e a presidente da Comissão da Mulher da Subseção de Catolé do Rocha, também participaram das discussões.

Na oportunidade, ficou definido que o tema central da Conferência será: Os desafios da mulher advogada na contemporaneidade e os principais objetivos: realizar o diálogo entre advogadas e advogados a respeito de uma atuação em conjunto pelo progresso da mulher na advocacia; gerar reflexões sobre como a mulher advogada é percebida na atualidade; debater sobre a importância da mulher na advocacia e quais os desafios ainda enfrentados pelo sexo feminino para o exercício da profissão, e promover a valorização da mulher advogada.

“A Conferência discutirá os principais dilemas femininos na advocacia. Serão trazidos, para discussão, temas de grande relevância para a advocacia feminina e quais são as dificuldades e aspirações dessas mulheres, no exercício da profissão”, comentou Carol Lopes.

Carol Lopes acrescenta que o evento reunirá granes nomes femininos do Direito nacional e estadual e da sociedade, que vêm desempenhando um papel relevante no sentido de conquistar espaços e assegurar a igualdade entre homens e mulheres na profissão.

“É uma responsabilidade muito grande, porque poucas Comissões do Brasil realizaram a Conferência Estadual da Advocacia. É um evento de suma importância para consolidar a valorização da mulher advogada e suas prerrogativas”, destacou Carol Lopes.

Notícias relacionadas