Começa a Copa: Alemanha homenageia ex-craques e aposta no tradicional - WSCOM

menu

Internacional

09/06/2006


Começa a Copa: Alemanha homenageia

A Alemanha apostou no tradicionalismo na abertura oficial da Copa do Mundo 2006, nesta sexta-feira, na Allianza Arena, em Munique. Além disso, a festa contou com a participação de 158 campeões mundiais.

A Seleção Brasileira esteve representada com Pelé, Raí, Dadá, Taffarel, Kleberson, Luizão, Clodoaldo, Félix, entre outros ex-jogadores.

O país, que recebe pela segunda vez a competição (a primeira foi em 1974), preferiu apostar nos valores locais, dando pouco espaço para temas globalizados.

No início da cerimônia, o gramado ficou repleto de homens com roupas típicas alemãs e crianças uniformizadas com a camisa da seleção nacional. O público foi saudado pelo narrador oficial. “Sinta-se em casa na Alemanha”, afirmou.

Na seqüência, o campo foi coberto com uma lona verde, com um enorme tapete vermelho o atravessando.

Uma menina entrou correndo pelo tapete, seguida por um garoto, de bicicleta, com uma bola de futebol na garupa.

Depois da apresentação de uma banda musical popular alemã, um telão no estádio mostrou imagens históricas das Copas.

O ex-jogador brasileiro Pelé, ao lado da modelo Claudia Schiffer, entrou em campo saudado pela torcida. O Rei do futebol levava consigo a taça Fifa.

As delegações dos sete países campeões mundiais desfilaram pelo gramado. Os primeiros a entrarem foram os ingleses, seguidos pelos franceses.

Os bicampeões mundiais, Uruguai e Argentina, entraram na seqüência. A Alemanha foi a penúltima, levantando o público. Por último ficou o Brasil, único país pentacampeão da Copa.

O presidente da Alemanha, Hörst Kohler, ao lado de Franz Beckenbauer e Joseph Blatter, ficou encarregado de oficializar a abertura da competição com um breve discurso.

Bandeiras das 32 seleções participantes foram distribuídas pelo gramado, enquanto a taça Fifa ficou exposta no meio-campo.