Combustível acaba e voos são cancelados no Aeroporto de Brasília - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

25/05/2018


Combustível acaba e voos são cancelados no Aeroporto de Brasília

Sem Querosene de Aviação, voo de Miami que pousaria na manhã desta sexta (25) na capital foi cancelado, bem como o que sairia à noite

Foto: autor desconhecido.

As reservas de Querosene de Aviação (QAV) no Aeroporto Internacional de Brasília Juscelino Kubitschek acabaram na manhã desta sexta-feira (25/5). Aviões que pousarem e que necessitarem de abastecimento ficarão em solo até o fornecimento de combustível no terminal ser normalizado. A informação é da Inframerica, empresa que administra o local, divulgada às 8h30.

“É fundamental a liberação dos caminhões bloqueados no protesto de motoristas para regularizar o atendimento e as operações”, destacou, em nota, a Inframerica. Nos últimos dias, apenas 10 veículos carregados chegaram ao aeroporto, todos sob escolta policial. Diariamente, o terminal recebe uma média de 20 caminhões. “Até as 8h da manhã de hoje (sexta), não há registro de entrada de novos caminhões”, informou a empresa.

Por conta do racionamento do QAV, a companhia aérea American Airlines cancelou, de forma preventiva, o voo que vinha de Miami e que pousaria no Aeroporto de Brasília às 7h35.  Automaticamente, o aeronave que partiria da capital às 21h55 desta sexta (25) está também cancelado.

Depois de quatro dias, este é o primeiro cancelamento decorrente da restrição na oferta de combustível no Aeroporto de Brasília. A Inframerica orienta aos passageiros que antes de seguir para o aeroporto busquem informações com a companhia aérea. As equipes de atendimento da concessionária foram reforçadas para atender aos usuários.

Apesar do agravamento da situação, ainda não há previsão de regularização do estoque de combustível.  A concessionária continua aguardando a liberação dos caminhões retidos no Entorno.

Desde quarta (23), somente há pouso de aeronaves com capacidade para decolar sem a necessidade de abastecimento no terminal brasiliense. A concessionária do aeroporto adequou uma nova área com capacidade para receber até 180 passageiros em casos de atrasos ou cancelamentos de voos.

Metrópoles

Notícias relacionadas