Com show do maestro Felipe, Trem-Bala da Colina atropela o Bangu - WSCOM

menu

Futebol

03/04/2011


4 a 0: Vasco atropela o Bangu no carioca

Foto: autor desconhecido.

Em grande dia de Felipe, o Vasco goleou o Bangu por 4 a 0, neste domingo, em São Januário. O maestro deu duas assistências para gols e ainda marcou o gol que sacramentou a vitória cruz-maltina nesta tarde. Com a vitória, o Gigante da Colina voltou à liderança do Grupo A com 13 pontos e está com um pé nas semifinais da Taça Rio. O Bangu, com seis pontos, está mais distante da classificação.

Na próxima rodada, o Vasco pegará a desesperada Cabofriense, àsm18h30, em São Januário. O Alvirrubro enfrentará o Nova Iguaçu, às 15h30, no Laranjão.

O Cruz-Maltino entrou em campo com sua nova terceira camisa, uma homenagem ao time campeão de 1923, que lutou contra o racismo no futebol.

COM UM A MAIS, VASCO PRESSIONA E ABRE O PLACAR

No início da partida, os times se estudavam bastante e trocavam muitos passes sem objetividade. O primeiro lance de perigo do jogo aconteceu numa falha de Fernando Prass. Pipico, que voltava ao time do Bangu, cobrou falta de muito longe, o goleiro vascaíno não segurou firme e a bola bateu no travessão, na trave e saiu.

Depois do susto, o Vasco acordou. O time respondeu bem em quatro jogadas, duas com Fellipe Bastos, que obrigou o goleiro a fazer uma difícil defesa e na chance seguinte colocou no canto do goleiro, mas a bola caprichosamente saiu pela linha de fundo. As outras oportunidades foram com Felipe. Arisco, em ambos os lances, o meia entrou driblando na área mas não finalizou bem.

Se o jogo começava a ficar complicado para o Bangu, ficou pior aos 19 minutos, quando Rafael foi expulso após receber o segundo amarelo ao ao dar uma cotovelada em Fellipe Bastos. Com a vantagem numérica, o Cruz-Maltino deu início à uma pressão incrível sobre o adversário.

Eder Luis, que ainda não tinha aparecido na partida, invadiu a área pela linha de fundo e rolou para Alecsandro chutar. O goleiro Thiago Leal espalmou e a bola sobrou para Diego Souza pegar o rebote. A bola desviou na zaga e saiu. No lance seguinte, Felipe deixou Eder Luis na cara do gol, mas, mais uma vez, a redondinha não entrou. O atacante colocou com categoria no canto, o goleiro desviou com a ponta dos dedos, a bola bateu na trave e voltou para as mãos do arqueiro banguense.

O Bangu ainda tentou mostrar que estava vivo na partida, com um chute perigoso de Somália de fora da área. Mas Eder Luis tratou de mostrar ao Alvirrubro, quem tinha o domínio da partida. O camisa 7 fez fila na zaga do adversário, entrou na área, mas na hora de finalizar, chutou em cima do goleiro.

Porém, aos 40 minutos, o Vasco transformou a superioridade em gol. Muito bem no jogo, Felipe lançou o zagueiro Dedé em posição legal, que dominou e, caindo, chutou no cantou de Thiago Leal. O zagueiro fez o caldeirão de São Januário ferver e ouviu das arquibancadas o grito de que é "o melhor zagueiro do Brasil".

FELIPE DÁ SHOW E VASCO FAZ MAIS TRÊS GOLS

O Vascou não deixou o ritmo do primeiro tempo cair e logo aos 2 minutos de segundo, aumentou a vantagem sobre o Bangu. O Maestro Felipe deu nova assistência, dessa vez para Eder Luis, que encheu o pé direito e acertou o canto do goleiro alvirrubro, 2 a 0.

Aos 12 minutos, o técnico Ricardo Gomes colocou Leandro no lugar do autor do segundo gol da partida Eder Luis, que teve seu nome gritado pela torcida ao deixar o campo. Já as alterações de Marcão não surtiam efeito e o Bangu, com um a menos desde os 19 do primeiro tempo, errava muitos passes e não conseguia dar prosseguimento a uma jogada.

O jogo deu uma esfriada, e Ricardo Gomes colocou Bernardo no lugar de Diego Souza para tentar incendiar novamente a partida. E as alterções do treinador de novo fizeram efeito. Felipe lançou Bernardo em profundidade, o camisa 31 rolou para Alecsandro na saída do goleiro. O atacante vascaíno só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes, aos 24 minutos do segundo tempo.

Aos 29, o quarto gol do Vasco veio para coroar a grande atuação de Felipe, o nome do jogo. Foi dele o gol que decretou a vitória do Cruz-Maltino sobre o Bangu. O Maestro recebeu a bola na entrada da área e bateu colocado no cantinho, indefensável para o goleiro banguense.

A pressão continuou nos minutos finais da partida. Leandro, Ramon e Bernardo ainda tiveram suas chances de aumentar, mas o goleiro Thiago Leal teve de fazer boas defesas para não deixar o Vasco chegar ao quinto gol. O juiz apitou o fim de jogo e ficou nisso, 4 a 0 para o Vasco.

FICHA TÉCNICA:
VASCO X BANGU

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 3/4/2011 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Eduardo Cordeiro Guimarães (RJ)
Auxiliares: Flavio Manoel da Silva (RJ) e Sergio Waldman (RJ)
Cartões Vermelhos: Rafael (19’/1ºT)
Gols: Dedé 1-0 (40’/1ºT), Eder Luis 2-0 (2’/2ºT), Alecsandro 3-0 (24’/2ºT) e Felipe 4-0 (29’/2ºT)

VASCO: Fernando Prass, Allan, Dedé, Anderson Martins e Ramon, Fellipe Bastos (Jumar 28’/2ºT), Rômulo, Felipe e Diego Souza (Bernardo 21’/2ºT); Eder Luis (Leandro 12’/2ºT) e Alecsandro. Técnico: Ricardo Gomes

BANGU: Thiago Leal, Gedeilson, Abílio, Diego Padilha e fabiano; Rafael, Josiel, Tiano ( Possato – intervalo) e Ricardinho (Thiago Galhardo 24’/1ºT); Somália e Pipico (esquerdinha 22’/2ºT). Técnico: Marcão

Notícias relacionadas