Com apoio do PT, Frentes populares realizam novos atos em defesa de #LulaLivre e #MariellePresente - WSCOM

menu

Política

12/04/2018


Com apoio do PT, Frentes populares realizam novos atos em defesa de #LulaLivre e #MariellePresente

Serão atos durante todo o mês de abril, em todos os estados brasileiros

Foto: autor desconhecido.

Diante das injustiças que estão acontecendo contra a Democracia do Brasil, o Partido dos Trabalhadores da Paraíba (PT-PB), junto com as Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, se articula para realização de novos atos em defesa de #LulaLivre. As deliberações foram definidas durante Plenária “Unidos por Justiça a Lula e Marielle”, na noite dessa quarta-feira (11), no auditório da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado da Paraíba (FETAG-PB), em João Pessoa.

Serão atos durante todo o mês de abril, em todos os estados brasileiros. “O PT faz parte da Frente Brasil Popular, que divulgou um calendário de atividades até o dia primeiro de maior, em solidariedade a Lula e para cobrar das autoridades a responsabilidade em desvendar o assassinato de Marielle. Então, teremos um ato inter-religioso e cultural nesta sexta-feira, dia 13, para cobrarmos uma resposta da justiça pelo assassinato da vereadora. No dia 17 teremos um ato em alusão aos dois anos do Golpe, com participação massiva dos integrantes do MST, que virão de todo o interior da Paraíba. Dia 26 desse mês, haverá um Ato dos juristas populares a favor da Democracia, em que teremos a participação de uma liderança nacional. No dia 30, também estaremos realizando um ato em comemoração ao Dia do Trabalhador. Não iremos nos calar!”, ressaltou o presidente do PT da Paraíba, Jackson Macêdo.

As mobilizações são formadas por diversas frentes populares e partidos políticos que se uniram nessa luta em defesa de um Brasil democrático. “Queremos fazer um grande ato político de solidariedade ao nosso presidente e também pela lembrança da luta de Marielle, com lideranças dos movimentos sociais, das centrais sindicais, lideranças do PT, do PSOL, PSB, PC do B e da Frente Brasil Popular e Frente Povo Sem Medo. Portanto, convocamos todos os dirigentes, queremos a presença de todos os nossos deputados, vereadores e as lideranças do PT para participar”, explicou Jackson.

De acordo com a representante da Frente Povo Sem Medo, Tayse Palitot, todas as frentes sociais decidiram se unir para lutar pelos direitos do povo brasileiro. “Nacionalmente, se decidiu que a gente vai construir nossos atos juntamente com as outras frentes e os outros movimentos sociais do país. Como uma forma de resistência a esse momento mais grave que o Golpe vem se estabelecendo: com a morte de Marielle, a prisão de Lula e a ameaça a deputada Manuela D’ávila. Então, diante desse contexto, se visualizou que seria importante trabalharmos juntos, nesse sentindo. Aqui na Paraíba, a gente visualiza que temos que construir essa agenda coletivamente nos dias 13, 17, 26 e 30, para que possamos fazer uma luta mais massiva e resistência a esse momento que vivemos no Brasil”.

Participaram da plenária os vereadores Marcos Henriques (PT) e Sandra Marrocos (PSB; membros da CUT, de centrais trabalhistas, do MST, do Comitê em Defesa pela Democracia e pelo direito de Lula ser candidato da UFPB, estudantes secundaristas e universitários. Também esteve presente o presidente municipal do PSB, Ronaldo Barbosa.

Assessoria

Notícias relacionadas