Com 94% dos votos apurados, Garotinho vence prévias informais do PMDB - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

20/03/2006


Com 94% dos votos apurados,

Anthony Garotinho, ex-governador do Rio de Janeiro, é o candidato oficial do PMDB à Presidência da República, caso a Corte Especial do STJ (Superior Tribunal de Justiça) aprove as prévias informais do partido realizadas em todo o país neste domingo.

Com 94% dos votos apurados, Garotinho contabiliza 46% contra 38,2% dos votos de seu adversário, o governador do Rio Grande do Sul, Germano Rigotto.

As prévias do partido foram suspensas na última sexta-feira (17) por uma liminar do STJ (Superior Tribunal de Justiça), impetrada pela ala peemedebista que apóia o governo. Desde então, vem se arrastando uma batalha judicial entre as alas governista e oposicionista.

Na noite deste domingo, o presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça), ministro Edson Vidigal, negou o pedido de reconsideração interposto pelos advogados da ala oposicionista do PMDB, mantendo a liminar da ala governista do partido, que suspendeu as eleições prévias.

Em sua decisão, Vidigal também encaminhou o pedido de reconsideração dos advogados do PMDB para ser julgado na Corte Especial do STJ. Ainda não há previsão sobre quando o pedido será julgado.

A ala oposicionista do PMDB ainda chegou a entrar com um recurso no STF (Supremo Tribunal Federal) para derrubar a decisão favorável aos governistas, mas o pedido foi rejeitado pelo ministro Eros Grau. Durante a tarde de hoje, os advogados do partido informaram que iriam ingressar com um pedido de reconsideração junto ao STF.

Em meio a essa batalha na Justiça, apenas seis dos 27 diretórios regionais do PMDB não abriram suas portas para a realização das prévias informais, segundo a presidência nacional do PMDB. São eles: Alagoas, Amapá, Ceará, Bahia, Maranhão e Pará. Além deles, o diretório do Piauí chegou a abrir as portas e iniciar a consulta, mas encerrou os trabalhos no final da manhã.

A votação nos 20 diretórios estaduais do PMDB foi encerrada às 17h em todo o país. De acordo com os resultados, a maior pontuação é de Rigotto, porém, pela média ponderada do partido –cálculo feito com base no número de votos que o PMDB recebeu em cada Estado nas últimas eleições computado pelo número de eleitores de cada Estado nas prévias–, quem ganha é Garotinho.

Os Estados, com maior peso eleitoral, pela média ponderada, são São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Em São Paulo, Garotinho teve apenas 800 votos. Já Rigotto teve o total de 1092. No entanto, no Rio de Janeiro e em Minas Gerais, Garotinho venceu Rigotto com 927 e 709 votos, respectivamente, contra 36 e 399 votos.

Na penúltima prévia do partido, divulgada às 19h30, Garotinho estava com 43,2% dos votos e Rigotto com 33%.

Votações impugnadas

O PMDB informou que no Estado da Paraíba, a votação deve ser impugnada porque os eleitores não utilizaram cédulas. Fizeram a apuração por aclamação, elegendo Garotinho.

Também deve ser impugnada a eleição no Pará. Durante todo o dia, o diretório esteve fechado e no final da tarde, o deputado Wladimir Costa (PMDB-PA) ‘fez a votação na marra’, explicou a assessoria de imprensa do PMDB.

Os dois candidatos eram esperados na noite deste domingo na sede do PMDB, localizada na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF) –onde está sendo realizada a apuração–, para uma entrevista coletiva. O presidente nacional do PMDB, deputado Michel Temer (SP), é quem deverá anunciar o resultado final das prévias informais do partido.

Notícias relacionadas