CMJP aprova, por unanimidade, voto de repúdio a Bolsonaro - WSCOM

menu

Política

11/04/2017


CMJP aprova voto de repúdio a Bolsonaro

POR DECLARAÇÕES

Foto: autor desconhecido.

A Câmara Municipal de João Pessoa aprovou, por unanimidade, voto de repúdio ao deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) pelas falas em palestra no Clube Hebraica, no Rio de Janeiro, no último dia 3 de abril.

Segundo a propositora do voto de repúdio, Sandra Marrocos (PSB), em apenas um discurso, o deputado ofendeu indígenas, negros, quilombolas e mulheres.

Ele afirmou que os quilombolas "não fazem nada, eu acho que nem pra procriar servem mais"; que, se eleito presidente em 2018, não destinará recursos para ONG e não vai ter "um centímetro demarcado" para reservas indígenas ou quilombolas; e, ao se referir sobre os filhos, disse: “Foram quatro homens, na quinta, dei uma fraquejada e veio uma mulher”.

Sandra propôs, ainda, voto de aplauso à figurinista Susllen Meneguzzi, que denunciou assédios sexuais sofridos pelo ator global José Mayer. A propositura também foi aceita.
 

Notícias relacionadas