Ciro admite se aliar ao PP, diz que não rivaliza com Bolsonaro e que Lula não será candidato - WSCOM

menu

Política

09/06/2018


Ciro admite se aliar ao PP, diz que não rivaliza com Bolsonaro e que Lula não será candidato

Foto: autor desconhecido.

Ao participar de um evento em Buenos Aires, o presidenciável Ciro Gomes, do PDT, disse que em seu cálculo, o ex-presidente Lula, que teve sua candidatura lançada em Contagem (MG), não será candidato. “Eu não rivalizo com Bolsonaro, rivalizo com Lula, e Lula, no meu cálculo doído que seja, não será candidato”, disse ele, segundo relata a jornalista Janaína Figueiredo (leia aqui)

“Há 16 anos, o presidente Lula assumiu o poder no Brasil e todos os dias, até hoje, eu o apoiei. E todas as vezes que fiz algum comentário que desagradou uma parte da burocracia do PT fui intensamente criticado, para usar uma palavra moderada. Por isso, compreendendo o trauma e pelo respeito pelo momento do PT, eu me reservo o direito de não fazer mais nenhum comentário sobre o PT e seus rumos estratégicos. O PT tem seu tempo a sua tática e eu tenho o meu tempo e minha tática”, pontuou.

Em sua fala, Ciro também admitiu a possibilidade de uma aliança com partidos de direita, como DEM e PP, que pretende indicar Benjamin Steinbruch, da CSN, como seu vice. “”O que está em discussão não é a sorte do PT e sim do Brasil. Não podemos correr o risco de ver um golpe de Estado e as forças que o praticaram serem legitimadas pelo voto popular”, afirmou. “Nesse primeiro momento minha prioridade são o PSB e o PCdoB. Se esta aliança se faz, posso avançar em partidos do centro à direita, porque a hegemonia moral e intelectual do rumo estará afirmada. Poderia incluir o PP e o DEM, desde que eu tenha o PSB e o PCdoB.”

Brasil 247

Notícias relacionadas