Cida se reúne com agentes culturais e defende antigos compromissos do PSB - WSCOM

menu

Política

27/07/2016


Cida defende compromissos com a cultura

PLENÁRIA

Foto: autor desconhecido.

A pré-candidata à Prefeitura de João Pessoa, Cida Ramos (PSB), participou de plenária com agentes culturais no Sebo Cultural, no Centro de João Pessoa. Profissionais do teatro, cineastas, dramaturgos, músicos e demais protagonistas da cena artística da capital paraibana reivindicaram a retomada de investimentos no setor, garantido por Cida no seu discurso.

“A cultura é um agente de transformação da sociedade, faz parte do desenvolvimento humano. Vamos descentralizar a cultura nas 14 regiões do município, porque a cultura popular precisa voltar a ser viva nos bairros e comunidades. Já tivemos um gestor preocupado com essas questões, que foi Ricardo Coutinho, quando foi investido no Circuito das Praças, que levava cultura e arte para os bairros, projeto que retomaremos na nossa gestão. Também voltaremos os investimentos nas oficinas pelos bairros, ocupando a juventude que tanto pede atenção da administração municipal. Voltaremos a investir na nossa identidade cultural, auxiliando nossas quadrilhas, que perderam até os pavilhões pelos bairros e não conseguem ter acesso aos investimentos necessários”, pontuou Cida Ramos.

A professora destacou também o respeito aos patrimônios culturais da cidade. “Hoje todos assistimos com profundo pesar o desmonte do nosso Centro Histórico, totalmente abandonado pela gestão atual. O Conventinho, a Casa da Pólvora, todos nossos patrimônios precisam voltar a ter vivência e cultura. Faremos políticas públicas que garantam que nossos investimentos terão continuidade, independente das gestões futuras, criar mecanismos para que as futuras gestões não destruam o que a cidade conquistou, como vem acontecendo com o abandono da atual prefeitura”.

Ator e diretor de teatro, Edilson Alves foi um dos participantes a pedir maior investimento na cultura do município. “Nossa cidade vem perdendo sua identidade cultural, pela falta de investimentos. Temos um concurso de quadrilha onde os quadrilheiros dão sangue para disputar. O Centro Cultural de Mangabeira não abre as portas nem para os quadrilheiros do bairro. Temos as mais belas ala ursas do Nordeste, que não conseguem um concurso digno, desvalorizadas pela falta de políticas. Nosso Carnaval Tradição nunca esteve tão abandonado”, lamentou.

O artista denunciou ainda a precariedade da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), que deveria ser uma das principais entidades municipais à auxiliar os artistas locais, mas que hoje sequer consegue dar boas condições de trabalho aos seus servidores. “Os funcionários da Funjope não têm nem banheiro funcionando no local, vão fazer suas necessidades no Shopping Terceirão. Levam água de casa porque no local não tem. O que percebemos é que esses investimentos faliram e a atual gestão não parece estar nada preocupada”, destacou Edilson Alves.

A deputada estadual Estela Bezerra também esteve na plenária e defendeu o projeto do PSB para a cultura de João Pessoa. “Estar no Sebo Cultural é simbólico porque este é um espaço de resistência. E nossa cultura resiste. Defendemos que a cultura precisa muito mais que expressar nossa identidade, mas fazer o que Ricardo Coutinho fez quando prefeito, quando os operários da cultura e arte podiam viver do seu trabalho. É preciso retomar os investimentos que tínhamos, desde o Circuito das Praças, que expressava nossa cultura nos bairros, mas também os outros movimentos que fazíamos todo mês, quando tínhamos o Agosto da Literatura, Setembro da Fotografia, Outubro do Teatro, Novembro da Dança, enfim, levar expressão popular todos os meses do ano”.