Chuva deixa 10 mortos no RS; mais de 70 mil seguem sem luz - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

23/04/2011


Chuva no RS: 10 mortos e 70 mil sem luz

temporal

Foto: autor desconhecido.

A Defesa Civil do Rio Grande do Sul confirmou por volta das 16h20 deste sábado a morte de mais uma pessoa por causa da tempestade que atingiu o Estado na última madrugada. A vítima, de 11 anos, foi encontrada em Igrejinha, a 83 km de Porto Alegre. Com isso, o número de mortos chega a dez. Segundo os últimos balanços, mais de 70 mil pontos seguem sem luz no Estado. Em vários municípios, casas foram alagadas por enxurradas.

O deslizamento mais grave ocorreu no município de Igrejinha. A terra atingiu sete casas, soterrando cinco delas. Pelo menos cinco pessoas morreram, segundo a Defesa Civil. Fernando Leite de Lima, 43 anos, a mulher dele, Iraci Pereira, 41 anos, e o filho Rafael Pereira de Lima, 9 anos, morreram soterrados, além de Marli Teresinha Jardins, 42 anos, e Joshuan Lima, 11 anos. Outras duas pessoas estão desaparecidas – filhos de Fernando e Iraci.

Quatro vítimas foram retiradas dos escombros com vida.

Em Novo Hamburgo, no Vale do Sinos, uma casa desabou e matou três crianças. Já em Sapucaia do Sul, na região metropolitana de Porto Alegre, um homem morreu eletrocutado por um fio de alta tensão. Edson Miguel Trindade, 58 anos, tentava salvar uma pessoa da enxurrada quando pisou no fio elétrico. No interior do município de Fazenda Vilanova, a 93 km de Porto Alegre, o agricultor Ademar Hagemann, 67 anos, morreu quando o galpão onde estava desabou.

Em todo o Estado, há pelo menos 74 mil pontos sem energia elétrica, segundo os últimos balanços das empresas responsáveis pelo fornecimento. Na área de abrangência da AES Sul, 35 mil clientes seguem sem luz. Os municípios mais atingidos são Canoas, Sapucaia, São Leopoldo e Dois Irmãos. Já na região da RGE, 19 mil clientes estão sem energia elétrica, em pontos espalhados pela área de abrangência da empresa, especialmente nos municípios de Gravataí, Frederico Westphalen, São Luiz Gonzaga e Santo Ângelo. E na região da CEEE, o cálculo foi atualizado para 20 mil clientes sem luz, principalmente em Porto Alegre, Viamão, Alvorada, Guaíba e São Jerônimo, além de pontos isolados em Camaquã, Osório, Pelotas e Bagé.

Rodovias

A chuva provocou queda de barreiras e alagamentos em estradas do Rio Grande do Sul. No Vale do Sinos, entre os municípios de Ivoti e Estância Velha, a BR-116 foi interditada na altura dos km 231,8 e 231,9 devido a um deslizamento. Entre Dois Irmãos e Morro Reuter, uma queda de barreira interrompe o acostamento e parte de uma das faixas da BR-116, no km 219. Já em Taquari, na região central do Estado, a pista da RS-287 foi totalmente interrompida por deslizamentos em três pontos: nos km 40, 43 e 47. O desvio, segundo a Polícia Rodoviária Estadual, pode ser feito pela BR-386, que passa por Lajeado, ou pela RS-405, passando por Passo do Sobrado.

Não houve registro de acidentes de trânsito por causa de alagamentos ou deslizamentos nas estradas. No entanto, autoridades alertam para o risco de aquaplanagem do veículo em alta velocidade devido à água acumulada em vários pontos

 

Notícias relacionadas