Chuva atinge mais de 20 milhões na Índia - WSCOM

menu

Internacional

01/08/2005


Chuva atinge mais de 20

Mais de 20 milhões de pessoas já foram prejudicadas pelas fortes chuvas que vêm caindo na região da cidade de Mumbai, na Índia, segundo autoridades indianas.

As autoridades também alertaram que o número de mortos pode chegar a mil pessoas, enquanto equipes de resgate continuam tentando retirar corpos das áreas afetadas pelas enchentes.

Um representante do governo disse à BBC que já foi iniciada uma grande operação para restabelecer os serviços básicos em Mumbai.

A chuva pode ter causado prejuízos de até US$ 10 bilhões na cidade – cerca de R$ 23,8 bilhões -, disse ele.

As informações são de que um terço da cidade está completamente paralisado. O centro está submerso e o sistema de transporte coletivo entrou em colapso.

Raiva

As autoridades pediram aos moradores da cidade para que permaneçam em suas casas, já que a previsão para as próximas 48 horas é de “chuva muito forte” no Estado de Maharashtra, do qual Mumbai é a capital.

As escolas voltaram a fechar, mas os aeroportos reabriram para decolagem.

O primeiro-ministro indiano, Manmohan Singh, ofereceu ajuda federal ao Estado e ordenou o exército que ajude as comunidades afetadas pelas enchentes.

Milhares de moradores da cidade foram às ruas em protesto contra o que chamam de resposta lenta do governo.

Segundo o correspondente da BBC, Zubair Ahmed, há raiva generalizada por conta da falta de ação do governo, em particular com as carcaças de animais e corpos boiando nas ruas, que aumentam o medo de epidemias.

Os moradores também protestaram contra a falta de energia e de água potável. Alguns deles estão sem eletricidade há cinco dias no centro de Mumbai.

As chuvas começaram no fim de semana retrasado, e na terça-feira Mumbai sofreu com a chuva recorde – a mais pesada já registrada na Índia, causando transtornos na cidade conhecida pela falta de infra-estrutura.

Cerca de metade das vítimas no Estado morreram na cidade de Mumbai – afogadas, eletrocutadas ou soterradas em deslizamentos de terra.

Notícias relacionadas