Chefe do tráfico no Rio e suspeito de matar PM é preso na divisa em Paraíba e RN - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

05/09/2017


Chefe do tráfico preso entre PB e RN

AÇÃO POLICIAL

Foto: autor desconhecido.

Policiais civis da 41ª DP (Tanque), com apoio de agentes do Rio Grande do Norte, prenderam na madrugada desta terça-feira um dos suspeitos de participar da morte do policial civil Bruno Guimarães Buhler, conhecido como Bruno Xingu, durante uma operação da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) no Jacarezinho, no mês passado. A informação é do Disque Denúncia. Ele foi preso na cidade de Serra de São Bento,  que faz divisa com a Paraíba, entre as cidades de Araruna e Tacima.

Carlos André da Conceição, o Mãozinha, segundo a polícia é um dos chefes do tráfico no Jacarezinho, na Zona Norte do Rio. De acordo com a polícia, na semana passada, após terem recebido a informação do Disque-Denúncia de que o bandido teria se escondido no Nordeste, os agentes viajaram para o Rio Grande do Norte, onde, após monitoramento, conseguiram localizar o bandido escondido dentro de uma casa.

De acordo com a delegada responsável pela sua prisão, Carlos André da Conceição também é suspeito de ter participado do assassinato de um policial militar em 2015.

Após a morte do policial Bruno Xingu, lotado na Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), o Disque-Denúncia, através do Portal dos Procurados, lançou um cartaz com recompensa de R$ 50 mil por informações que levassem a polícia à prisão dele e de outros três suspeitos.

Notícias relacionadas