Cesta básica sobe 0,33% em JP, mas Capital ainda tem a 2ª mais barata do país - WSCOM

menu

Economia & Negócios

05/04/2011


Cesta básica sobe 0,33% em João Pessoa

Economia

Foto: autor desconhecido.

Em março, os preços dos produtos alimentícios essenciais apresentaram alta em 14 das 17 capitais onde o DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos – realiza a Pesquisa Nacional da Cesta Básica. As principais altas ocorreram em Natal (6,19%), Salvador (4,90%), Vitória (4,88%) e Rio de Janeiro (4,33%). Houve queda apenas em Recife  (-0,77), Manaus (-0,54%) e Brasília (-0,05%). Em João Pessoa, a alta foi de apenas 0,33% e com isso João Pessoa mantém a segunda cesta básica mais barata do país que custa R$ 203,94, ficando acima apenas de Aracaju que tem uma cesta de R$ 192,35.

Com aumento de 2,45% no mês, São Paulo continua a cidade mais cara quando os preços da cesta básica são comparados por capital. Em março, a cesta custou R$ 267,58 na capital paulista. Porto Alegre, cuja cesta apresentou aumento de 1,80%, foi a segunda cidade mais cara (261,13); Rio de Janeiro, a terceira, com R$ 259,80, e Vitória, a quarta, com R$ 258,32. Aracaju (R$ 192,35) foi a única capital onde os produtos básicos custaram menos de R$ 200,00.

Com base no custo mais elevado apurado para a cesta básica, no caso a de São Paulo, e considerando a determinação constitucional que estabelece que o salário mínimo deveria suprir as despesas de um trabalhador e sua família com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência, o DIEESE estima mensalmente o valor do salário mínimo necessário. Em março, o menor valor pago deveria ser de R$ 2.247,94, o que corresponde a 4,12 vezes o mínimo em vigor, de R$ 545,00, valor superior ao de fevereiro (R$ 2.194,18). Em março de 2010, o valor era de 2.159,65 (4,23 vezes o mínimo vigente de R$ 510,00).

Variações acumuladas

Em março, todas as 17 capitais pesquisadas apresentaram variações acumuladas positivas em 12 meses. Mas apenas cinco localidades registraram altas acima de 10,0%: Fortaleza (19,99%), Natal (17,93%), Goiânia (17,22%), Vitória (11,23%) e Belo Horizonte (10,87%). Em três cidades o aumento inferior a 4,0%: Porto Alegre (1,58%), Recife (3,84%) e João Pessoa (3,90%).

No trimestre, as capitais que registraram as maiores variações foram Salvador (9,44%), Aracaju (9,36%) e Brasília (7,14%). Apenas Manaus teve variação negativa (-0,27%).

Custo da cesta básica nas capitais pesquisadas em março, em R$:

Natal – R$ 234,85
Salvador – R$ 220,75
Vitória – R$ 258,32
Rio de Janeiro – R$ 259,80
Florianópolis – R$ 250,28
São Paulo – R$ 267,58
Fortaleza – R$ 218,89
Porto Alegre – R$ 261,13
Belém – R$ 232,76
Curitiba – R$ 248,42
Aracaju – R$ 192,35
Belo Horizonte – R$ 248,77
Goiânia – R$ 242,55
João Pessoa – R$ 203,94
Brasília – R$ 250,35
Manaus – R$ 251,38
Recife – R$ 209,77
 

Notícias relacionadas