Central de Transplantes lança plano e institui premiação para aumentar captações - WSCOM

menu

Paraíba

31/10/2005


Central de Transplantes lança plano

A Secretaria Estadual de Saúde (SES), através de sua Central de Transplantes está lançando um plano que prevê a concessão de premiação anual para as instituições que mais se destacarem na promoção da doação de órgãos e tecidos. O objetivo é aumentar o número de doações e reduzir a fila de espera por um transplante.

Além disso, será iniciada, nos próximos dias, uma campanha de mobilização junto a hospitais públicos, privados e filantrópicos com mais de 80 leitos, no sentido de se constituir em todos eles uma Comissão Intra-hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT).

Em seu conjunto, o plano pretende formar uma rede de comunicação entre as equipes intra-hospitalares e a Central de Transplantes da Paraíba, com vistas à melhoria no fluxo de informações oriundas dos hospitais. A intenção do Governo do Estado é possibilitar que todos os hospitais, sem exceção, mantenham um canal direto de comunicação 24 horas por dia com a Central.

A coordenadora da Central de Transplantes, Gyanna Lys Montenegro, explicou que as iniciativas cumprem orientação do Ministério da Saúde, que através de portarias publicadas recentemente incumbiu aos estados providências nesse sentido. “Além de fazer sua parte, a Paraíba quer integrar todas as instituições hospitalares numa verdadeira corrente de solidariedade em defesa da vida”, argumentou.

A Central de Transplantes da Paraíba já viabilizou mais de 700 transplantes, sendo 685 de córneas, 27 de rim (sendo um com doador cadáver), cinco (5) de coração e 16 de fígado.

Na Paraíba, quatro hospitais estão aptos a realizar transplantes renais, sejam de doador cadáver ou intervivos. Em Campina Grande, o Hospital Antônio Targino, e na capital, Memorial São Francisco, Hospital São Vicente de Paula e Hospital Samaritano são credenciados junto ao Sistema Nacional de Transplante (SNT) para fazer este tipo de cirurgia. Quanto aos profissionais são três as equipes habilitadas. O hospital da Unimed é o único credenciado a realizar transplantes de coração. Já os de córneas são realizados por cerca de 20 clínicas habilitadas (SNT), bem como o Hospital Edson Ramalho.

O Prêmio – O prêmio “Destaque na Promoção da Doação de Órgãos e Tecidos”, a ser lançado pela SES, por meio da Central de Transplantes da Paraíba, vai homenagear pessoas físicas ou jurídicas, instituições públicas ou privadas, associações de pacientes, bem como organizações não-governamentais (ONGs), entre outros.

O objetivo é presentear com o prêmio os que mais se destacarem na promoção da doação de órgãos com a finalidade de transplantes. O prêmio, a ser instituído em todo o país pelo Ministério da Saúde, numa parceria com os governos estaduais, é uma miniatura da escultura do artista Darlan Rosa.

O prêmio “Destaque na Promoção da Doação de Órgãos e Tecidos” será entregue anualmente durante a semana alusiva ao dia doador, comemorado em 27 de setembro. Na Paraíba, uma comissão ficará responsável por avaliar e premiar anualmente os candidatos.