Cássio diz que não irá atacar Lula durante campanha - WSCOM

menu

Política

22/03/2006


Cássio diz que não irá

O governador Cássio Cunha Lima descartou a possibilidade de vir a atacar o Governo Federal durante a campanha eleitoral deste ano. ‘O debate político deve ser feito de forma respeitosa, eu sei agradecer aquilo que foi feito por todo o Governo do presidente Lula’, disse o governador. Para Cássio, essa decisão não vai de encontro ao PSDB, pois Geraldo Alckmin já anunciou que fará uma campanha pró-positiva.

“Não sairá de mim nenhum tipo de ataque ao presidente, em primeiro lugar porque tenho com ele uma relação pessoal extremamente respeitosa, em segundo lugar porque temos parcerias que são importantes no Estado”, explica.

O governador argumentou que há um conjunto de ações em parceria do Governo Federal com o estadual e mesmo não estando no mesmo partido do presidente, tem procurado dar apoio da bancada na Câmara federal aos projetos que o presidente priorizava.

“Então não há porque atacar o presidente da república e mudar, por conta de uma eleição, uma relação de fraternidade e respeito que sempre tive com o presidente”, ensina.

Cássio voltou a dizer que não irá entrar no jogo proposto pela oposição que, segundo ele, em 2002 espalhou pelo Estado mentiras e boatos.

“Magero disse que foi usado pelos meus adversários para tentar me incriminar numa rede de corrupção da qual eu nunca fiz parte e nunca farei”, concluiu, lembrando acusações de desvio de dinheiro público feito pelo doleiro Alexandre Magero durante as eleições de 2002.

Notícias relacionadas