Cássio diz que antecessor promoveu sabotagem nas finanças da saúde pública - WSCOM

menu

Política

14/10/2005


Cássio diz que antecessor promoveu

O governador Cássio Cunha Lima disse ontem em Campina Grande, onde instalou o governo itinerante, que a saúde é o maior desafio do Governo do Estado. Os problemas, segundo ele, foram gerados por uma sabotagem nas finanças da saúde pública.

‘No apagar das luzes do governo anterior, recursos que tradicionalmente pertenciam ao Governo do Estado para atendimento hospitalar foram repassados a toque de caixa para os municípios’, declarou o governador, que insistiu: ‘Houve uma sabotagem na saúde pública do Estado’.

O governador ilustrou o encolhimento das receitas: ‘Na prática significa dizer que nós saímos de um orçamento médio de 8,4 milhões de reais por mês para R$ 4 milhões – os números mostram, portanto, que hoje trabalhamos com metade do orçamento de 2002 destinado ao atendimento hospitalar’.

Segundo o governador, a grande responsabilidade da saúde está nas mãos dos municípios. Ele explicou que o Estado administra apenas 16% dos recursos repassados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Do bolo restante, 82% vão para os municípios e 2% para os hospitais universitários.

‘Basta dizer que o orçamento da Prefeitura de João Pessoa ou mesmo o orçamento da Prefeitura de Campina Grande são maiores do que o do Governo do Estado’, concluiu o governador.

Notícias relacionadas