Carlos Alberto se irrita com comentários da imprensa - WSCOM

menu

Futebol

12/04/2011


Carlos Alberto se irrita com comentários

Grêmio

Foto: autor desconhecido.

A torcida do Grêmio ainda não viu a agressividade esperada em campo por parte de Carlos Alberto. Os gremistas ainda não conseguiram enxergar aquele meia impetuoso, do drible ousado, das fintas em direção à área e os gols. Os jornalistas, entretanto, sentiram um pouco desse lado mais forte do jogador.

O atleta se reapresentou ao clube nesta segunda-feira (12) após ter ganho dispensa de uma semana para tratar de problemas particulares, não revelados, no Rio de Janeiro. Enquanto esteve ausente, notícias sobre um possível mau comportamento e uma briga no vestiário apareceram. A publicação dessas versões o irritaram.

– Explicação não tenho que dar nenhuma. Todos foram bem claros, foram problemas de ordem pessoal. Não tenho que falar nada sobre isso.

Em seguida, o jogador do Grêmio ainda fez uma ameaça.

– Tem algumas coisas que me incomodam. Todo mundo que falar besteira de mim, vai ter que provar, alguns vão ter que provar na justiça.

O jogador mostrou-se atento a tudo que esteve relacionado a ele no seu período de ausência.

– Afirmar que no fim do jogo eu briguei com a, b e c , isso é mentira cabeluda. Todos sabem que fui para o doping aquele dia. Isso me deixa profundamente chateado. Por trás do jogador há o ser humano e uma família trás dele.

O clima esquentou tanto na sala de entrevista do Estádio Olímpico que a coletiva não terminou. O jogador, em determinado momento, levantou-se e deixou o local após prever discussão com um jornalista.

Em todas as suas respostas, Carlos Alberto adotou um discurso de repúdio ao trabalho da imprensa.

– Um dia, vai chegar esse dia, eu vou contar minha história de vida. Quando eu contar, vai ter muita gente que vai se arrepender de ter feito chacota por conta da minha vida, brincando com coisas sérias. Olha que não estou desejando isso para ninguém. Só peço cuidado, porque não é fácil.

Algumas faltas ríspidas, discussões com árbitros e um excesso de vontade, gerando força desproporcional em campo, foram influenciadas devido ao problema familiar, na visão do camisa 19.

– Eu estava ansioso por causa desses problemas.

Notícias relacionadas