Campinense quer vitória para diminuir vantagem do Botafogo-PB na liderança - WSCOM

menu

Mais Esporte

05/04/2017


Raposa quer vitória para diminuir Belo

VANTAGEM

Foto: autor desconhecido.

Agora com foco unicamente no Campeonato Paraibano 2017, Campinense e Botafogo-PB fazem o Clássico emoção pela 16ª rodada do certame estadual na noite desta quarta-feira (05), às 20h30, no estádio Amigão, em Campina Grande.

Representantes do estado nas Copas do Nordeste e do Brasil, os dois times já foram eliminados, e agora resta unicamente o título do certame estadual para disputar no primeiro semestre deste ano.

A Raposa ainda está de ressaca após a eliminação do Nordestão no último domingo, quando perdeu para o Sport, na Ilha do Retiro, nos pênaltis. E sem muito tempo para treinar, o técnico Ney da Matta não deve mudar muito o time para o embate de logo mais. No último trabalho antes do jogo, apenas uma mudança. Ronaell deve ganhar a vaga de Maranhão na ponta esquerda, substituição que também foi feita nas duas partidas contra o time pernambucano pelo torneio regional. No mais, o Campinense conta com a excelente fase vivida por Augusto, vice artilheiro do Paraibano, com 9 gols anotados.

Já o Belo vem de um período de descanso. Eliminado na primeira fase da Copa do Nordeste, o time vem de uma pausa de dez dias de recuperação e preparação para a reta final do Paraibano. O treinador Itamar Schulle fechou os últimos trabalhos e tem algumas dúvidas para escalar o time. O meia Fernandes, e os atacante Roger Junio e Wanderson seguem no Departamento Médico e não tem presença garantida, assim como o artilheiro do torneio, Rafael Oliveira, que já marcou 11 gols, e se recupera de um problema que o fez ser substituído na última partida, diante do Serrano.

Éder Caxias, Oberto Santos e Kildenn Tadeu formam o trio de arbitragem que comandará o Clássico Emoção.

Escalações

Campinense: Glédson, Osvaldir, Joécio, Paulo Paraíba, Gilmar; Negreti, Magno, Ronaell, Jussimar; Augusto, Reinaldo Alagoano. Técnico: Ney da Matta.

Botafogo-PB: Michel Alves, Lito, Plínio, Bruno Maia, Gustavo; Djavan, Sapé, Val, Marcinho; Fernandinho, Rafael Oliveira. Técnico: Itamar Schulle.